Open Journal Systems

A VIVÊNCIA FAMILIAR DIANTE DO ADOECIMENTO E TRATAMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM LEUCEMIA LINFÓIDE AGUDA

Claudete Ferreira de Souza Monteiro, Lorena Uchoa Portela Veloso, Patricya Castelo Branco de Sousa, Sheila Coelho Ramalho Vasconcelos Morais

Resumo


O presente estudo aborda a vivência dos familiares de crianças/adolescentes frente ao adoecimento e tratamento

de leucemia linfóide aguda, com análise fenomenológica heideggeriana. Os dados foram coletados por meio de entrevista

com 11 familiares no período de março a abril de 2007, em Teresina-PI. Os resultados foram organizados em unidades de

significação que apontam o ser-família-de-criança-com-câncer, ser-com-criança-com-câncer e ser-família-com-olhar-nofuturo.

Conclui-se que diante do adoecimento e tratamento da criança/adolescente com leucemia linfóide aguda, a família

insere-se no mundo da criança/adolescente e faz dele o seu mundo, incorporando os sofrimentos e as lutas, e por vezes

deixando de lado o seu próprio ser. Entretanto, é nessa mesma situação que os familiares, sendo-com as crianças e os

outros que os circundam, desenvolvem possibilidades de ser e viver, para o encontro da totalidade do seu ser-aí.


Palavras-chave


Família; Enfermagem; Leucemia linfóide=pt; Family; Nursing; Leukemia lymphoid=en; Familia; Enfermería; Leucemia linfoide=es

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v13i4.13104