SISTEMA DE INFORMAÇÕES HIPERDIA, 2002–2004, ADEQUACÃO DAS INFORMAÇÕES

Carlos Aparecido de Oliveira, Pedro Fredemir Palha

Resumo


Estudo quantitativo transversal epidemiológico realizado na Secretaria Municipal de Saúde-Guarapuava-PR.

Objetivo: descrever as informações contidas na ficha do HIPERDIA. Pesquisou-se 5.500 fichas de cadastro, com amostra de

612 fichas. Coletou-se os dados em abril-2005 e o período estudado foi de maio-2002 a dezembro-2004. Digitou-se as informações

após a criação de um banco de dados no programa Microsoft Excel, analizou-se após serem codificadas e apresentou-se

mediante o programa Statistical Package For The Social Sciences (SPSS). Os resultados mostram que o Sistema de Informação

em Saúde HIPERDIA foi criado para ajudar na reorganização do atendimento às pessoas portadoras de hipertensão arterial e

diabetes mellitus. Alguns dados considerados obrigatórios pelo Ministério da Saúde (MS) deixaram de ser informados em

alguns registros: raça, escolaridade, estado civil, cintura, peso, altura, data da consulta e assinatura do responsável pelo

atendimento. A omissão dessas informações pode interferir no processamento final dos cadastros, não, porém, completá-los,

influenciando negativamente em possíveis estudos do perfil epidemiológico e impossibilitando o acompanhamento e

implementação de estratégias que poderiam transformar a atual condição desses indivíduos.


Palavras-chave


Hipertensão arterial; Diabetes mellitus; Informação em saúde; Sistemas de informação em saúde; Hiperdia=pt; Arterial hypertension; Diabetes mellitus; Health information; Health information systems; Hiperdia=en; Hipertensión arterial, Diabetes mellitus=es

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v13i3.12992 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133