Open Journal Systems

O Congresso e os 30 anos da Constituição: análise dos players políticos no processo de emendas constitucionais entre 2015 e 2018

Matheus de Souza Depieri, Juliano Zaiden Benvindo

Resumo


O presente trabalho tem como principal objetivo analisar a interação do Legislativo - especialmente da Câmara dos Deputados - com a Constituição, com foco no processo de emendas constitucionais durante a 55ª Legislatura (2015-2018). Por meio de uma análise empírica, que buscou categorizar todas as PECs propostas pelos deputados, o presente trabalho teve como objetivo identificar quais são as áreas, temas ou princípios que estão mais constantemente sujeitos a propostas de alteração, uma vez que a identificação dessas “áreas sensíveis” da Constituição pode servir como um parâmetro para melhor compreender a relação do Legislativo com a Carta Magna brasileira. Como resultado, as matérias mais comuns identificadas foram aquelas relacionadas ao direito penal, às alterações do funcionamento e da estrutura do Poder Judiciário, às mudanças para privilegiar carreiras policiais ou militares e às alterações na distribuição de recursos entre os entes federados. Após a análise dos dados obtidos, o artigo foi concluído com uma análise do papel da 55ª legislatura para a ascensão da direita iliberal após 2014, analisando possíveis sinais do chamado “fim da direita envergonhada” nas propostas de emenda à Constituição.


Palavras-chave


Constituição; proposta de emenda constitucional; Câmara dos Deputados; direita iliberal; players políticos.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERT, Richard. Amendment and Revision in the Unmaking of Constitutions. In: LANDAU, David; LERNER, Hanna (ed.). Edward Elgar Handbook on Comparative Constitution-Making, 2017. Disponível em: https://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=2841110. Acesso em 16 out. 2020.

ALBERT, Richard. Quatro Constituições Inconstitucionais e suas Fundações Democráticas. Tradução de Matheus de Souza Depieri e Pedro Gonet Branco. Revista Dos Estudantes De Direito Da UnB, Brasília, v. 16, n. 1, p. 13-47, 2016.

COSTA, Camila. Número de ex-policiais eleitos deputados aumenta 25%. BBC Brasil, 7/10/2014. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2014/10/141006_eleicoes2014_policiais_cc. Acesso em 3 Abril 2021.

DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ASSESSORIA PARLAMENTAR – DIAP. Congresso mais conservador; renovação será pequena. Publicado em 9 Fev. 2018. Disponível em: https://www.diap.org.br/index.php/noticias/agencia-diap/88266-diap-congresso-sera-mais-conservador-e-renovacao-pequena. Acesso em 3 Abril 2021.

FAGANELLO, Marco Antônio. Bancada da bala: uma onda na maré conservadora. In: CRUZ, S.; KAYSEL, A.; CODAS, G. (orgs.). Direita volver: o retorno da direita e o ciclo político brasileiro. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2015. p. 145-162.

JAKOBS, Günter, MELIÁ, Manuel Cancio. Direito Penal do Inimigo - Noções e Críticas. 3. ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado. 2008.

KOERNER, Andrei; FREITAS, Lígia Barros de. O Supremo na constituinte e a constituinte no Supremo. Lua Nova, São Paulo, n. 88, p. 141-184, 2013.

LEVINSON, Daryl J. Parchment and Politics: The Positive Puzzle of Constitutional Commitment. Harvard Law Review, v. 124, p. 657-746, 2010.

POWER, T.; ZUCCO JR., C. Estimating ideology of Brazilian legislative parties, 1990-2005: a research communication. Latin American Research Review, vol. 44, n° 1, 2009.

QUADROS, Marcos Paulo dos Reis; MADEIRA, Rafael Machado. Fim da direita envergonhada? Atuação da bancada evangélica e da bancada da bala e os caminhos da representação do conservadorismo no Brasil. Opinião Pública, Campinas, v. 24, n. 3, p. 486-522, Dec. 2018.

REIS, Isaac Costa. Limites à legitimidade da jurisdição constitucional: análise retórica das cortes constitucionais do Brasil e da Alemanha. 2013. 265 f. Tese (Doutorado em Direito) – Programa de Pós-Graduação em Direito, Centro de Ciências Jurídicas / FDR, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2013.

ROHDEN PIRES, Bernardo. Aspectos polêmicos do processo legislativo: iniciativa reservada, vício de iniciativas e leis “autorizativas” em questão. Revista Dos Estudantes De Direito Da UnB, Brasília, v. 9, n. 1, p. 271-296, 2012.

SANTOS, Fabiano; TANSCHEIT, Talita. Quando velhos atores saem de cena: a ascensão da nova direita política no Brasil. colomb.int., Bogotá, n. 99, p. 151-186, July 2019. Available from . Acesso em 03 Abril 2021

TUSHNET, Mark. Variedades de populismo. Tradução de Matheus de Souza Depieri e Pedro Gonet Branco. Revista Dos Estudantes De Direito Da UnB, Brasília, v. 18, n. 1, p. 12-28, 2020.

ZAKARIA, Fareed. The Rise of Illiberal Democracy. Foreign Affairs, v.76, nº 6 nov/dez, 1997.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rinc.v8i2.81089

Apontamentos

  • Não há apontamentos.