A EXPANSÃO DA LÍNGUA INGLESA E SEU IMPACTO NOS PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DE INGLÊS EM CURSOS DE LETRAS: UM DIÁLOGO REFLEXIVO

Regina Célia Halu, Francisco Carlos Fogaça

Resumo


Este diálogo reflexivo que apresentamos a seguir começou como uma entrevista piloto com o professor Francisco Fogaça para a pesquisa desenvolvida por Regina Halu durante seu estágio de pós-doutorado. A pesquisa buscava investigar os impactos do fenômeno da expansão da língua inglesa no mundo nas atitudes e práticas pedagógicas de professoras e professores de língua inglesa atuando em cursos de Letras. Nós vínhamos pesquisando juntos sobre formação de professores de línguas em nosso grupo de pesquisa, e já vínhamos refletindo sobre as mudanças na formação de professores e no ensino de inglês a partir do questionamento do status da língua inglesa. A entrevista foi se alongando no tempo e tomando corpo como um diálogo que veio a refletir não apenas sobre nossas atitudes e práticas como professores de Letras em tempos de inglês em expansão, mas também em temas como crenças de aprender e ensinar línguas, formação inicial e continuada de professores de inglês, soluções locais em um mundo globalizado,  multilinguismo, linguicismo e inglês como meio de instrução.

 

Palavras-chave


globalização, multilinguismo, inglês como língua franca, inglês como meio de instrução, linguicismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rvx.v13i2.61246

Revista X. ISSN: 1980-0614