n. 63 - A PROFISSIONALIZAÇÃO DOCENTE NO MUNICÍPIO DE MUNDO NOVO – MS

Larissa Wayhs Trein Montiel, Patrícia da Silva Carvalho, Roseli Maria Rosa de Almeida

Resumo


A primeira etapa da educação básica, a educação infantil, ao longo da história passou por períodos de transformações. Estas alterações tiveram impactos para a formação dos profissionais que trabalham com crianças de 0 a 5 anos no Brasil. Assim, esta pesquisa foi desenvolvida no Curso de Pedagogia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)- Campus de Naviraí, em 2020. A temática aborda o processo de profissionalização docente em um município do sul do estado de MS, Mundo Novo, que faz fronteira com o Paraguai. O trabalho foi desenvolvido em dois centros de educação infantil e objetivou analisar o direito à educação de crianças dos berçários e maternais, com profissionais que atuam com essa faixa etária. A metodologia da pesquisa se deu por meio da análise de documentos como o Plano Municipal de Educação de Mundo Novo (PMEMN), a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei nº 9394 de 1996 e as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil – DCNEI de 2010, além de entrevistas semiestruturadas com as profissionais que atuam nas instituições com e sem formação. O trabalho evidenciou que a exigência de uma formação mínima necessária para os profissionais que atuam nos berçários e maternais é uma questão latente ainda atualmente, o que gera conflitos entre as monitoras, atendentes e professoras das instituições de educação infantil.

Palavras-chave


Legislação; Formação Docente; Direito à Educação; Educação Infantil.

Texto completo:

PDF

Referências


CAMPOS, Maria Malta et al. Educar e cuidar: questões sobre o perfil do profissional de educação infantil. Por uma política de formação do profissional de educação infantil, 1994, p. 32-42. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Selma_Pimenta/publication/333614405_Aspectos_gerais_da_formacao_de_professores_para_a_Educacao_Infantil_nos_programas_de_Magisterio_2_grau/links/5cf6ed50a6fdcc847506371b/Aspectos-gerais-da-formacao-de-professores-para-a-Educacao-Infantil-nos-programas-de-Magisterio-2grau.pdf#page=30. Acesso em 01 de set. de 2020.

CURY, Carlos Roberto Jamil. A educação infantil como direito. In: Subsídios para credenciamento e funcionamento de instituições de educação infantil, Brasília, DF: Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental, Coordenadoria de Educação Infantil. v. 2, 1998, p. 9-15. Disponível em:http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/volume_II.pdf#page=11. Acesso em 01 de jul. de 2020.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa. 6. ed. - São Paulo: Atlas, 2008.

FERNANDES, Fabiana Silva; KUHLMANN JR, Moysés. Políticas de Formação docente para a Educação Infantil. Educação e Fronteiras, v.9, n.27, set./dez. 2019, p.10-22. Disponível em: https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/educacao/article/view/12608. Acesso em 20 de set. de 2020.

KUHLMANN JR, Moysés. Histórias da educação infantil brasileira. Revista Brasileira de Educação, 2000, n. 14, p. 5-18. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S141324782000000200002&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 01 de jul. de 2020.

KRAMER, Sônia. Currículo de Educação Infantil e a formação dos profissionais de creche e pré-escola: questões teóricas e políticas. In: Por uma política de formação do profissional de educação infantil. Brasília: MEC/SEF/COEDI, 1994.

KRAMER, Sonia; NUNES, Maria Fernanda. Gestão pública, formação e identidade de profissionais de educação infantil. Cadernos de Pesquisa, v. 37, n. 131, 2007, p. 423-454. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-15742007000200010&script=sci_arttext. Acesso em 01 de jul. De 20202.

MONTIEL, Larissa Wayhs Trein. Da Assistência à Educação Infantil: a transição do atendimento à Infância no Município de Naviraí - MS (1995-2005). 230 f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2019. Disponível em: https://portal.ufgd.edu.br/setor/biblioteca/repositorio. Acesso em: 30 de ago. de 2019.

NUNES, Maria Fernanda Rezende; CORSINO, Patrícia; DIDONET, Vital. Educação infantil no Brasil. Primeira etapa da educação básica. Brasília: UNESCO, Ministério da Educação/Secretaria de Educação Básica, Fundação Orsa, 2011. Disponível em: https://scholar.googleusercontent.com/scholar?q=cache:xaLuvkQnzBcJ:scholar.google.com/+Educa%C3%A7%C3%A3o+Infantil+no+Brasil:+primeira+etapa+da+educa%C3%A7%C3%A3o+b%C3%A1sica+Maria+Fernanda+Nunes&hl=pt-BR&lr=lang_pt&as_sdt=0,5. Acesso em 01 de set. de 2020.

PASCHOAL, Jaqueline Delgado; MACHADO, Maria Cristina Gomes. A história da educação infantil no Brasil: avanços, retrocessos e desafios dessa modalidade educacional. Revista Histedbr on-line, v. 9, n. 33, 2009, p. 78-95. Disponível em:

https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639555. Acesso em: 02 de set. de 2019.

SARAT, Magda. Lembranças de infância: que história é esta. Universidade Metodista de Piracicaba/UNIMEP, Piracicaba/SP, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v15i0.83104

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Publicado pelo Núcleo de Políticas Educacionais (NuPE) e pela linha de pesquisa em Políticas Educacionais do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFPR), da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Published by Educational Policies Research Centre (NuPE) and by Educational Policy Research Group at Graduate Program in Education (PPGE / UFPR), Federal University of Paraná (UFPR), Brazil.

Publicado por el Núcleo de Política Educativa (NuPE) y por la línea de investigación en Políticas Educativas del Programa de Posgrado en Educación (PPGE / UFPR), de la Universidad Federal de Paraná (UFPR).

 Contatos: +55 41 35356264

E-mail: jpe@ufpr.br