n. 45 - A EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL NOS PLANOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO DA REGIÃO NORTE DO BRASIL

Ney Cristina Monteiro de Oliveira, Orlando Nobre Bezerra de Souza, Cintya da Silva Aguiar

Resumo


A homologação do Plano Nacional de Educação na Lei nº 13.005/2014 determinou que os Estados, o Distrito Federal e os Municípios deveriam elaborar seus correspondentes planos de educação ou adequar os planos já aprovados em lei, em acordo com as metas e estratégias estabelecidas no PNE. Este texto apresenta estudo de cunho documental realizado a partir do estudo dos Planos de Educação dos 07 (sete) estados da Região Norte do Brasil que cumpriram o prazo legal e que procuraram aproximar-se das metas estabelecidas no PNE 2014, especialmente no que se refere a institucionalização da política de oferta de educação escolar de tempo integral, focalizada na meta 06 do PNE 2014. O estudo busca identificar como a referida meta se expressa nas estratégias dos referidos Planos Estaduais, de modo a perceber como os estados planejaram a realização desta política. Concluímos que alguns Estados destacaram nas metas e estratégias os anseios e necessidades para materializar a implantação do tempo integral nos seus estabelecimentos de ensino de Educação Básica.

 


Palavras-chave


Palavras-chave: Plano Nacional de Educação; Planos Estaduais de Educação; Educação em Tempo Integral.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, A. C. S. Gastos e Custos do processo de implementação do Ensino Médio em Tempo Integral no Pará (2012-2015). 2017. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, Belém.

AZEVEDO, Janete Maria Lins. Plano Nacional de Educação e planejamento: A questão da qualidade da educação básica. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 8, n. 15, p. 265-280, jul./dez. 2014. Disponível em: http//www.esforce.org.br.

CAVALIERE, Ana Maria. Educação integral: uma nova identidade para a escola brasileira? Educação e Sociedade, Campinas, v. 23, n. 81, p. 247-270, 2002. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302002008100013

CAVALIERE, A. M. Tempo de Escola e qualidade de Educação pública. Educação e Sociedade, Campinas, v. 20, nº100, p.1015-1036, 2007.

COELHO, L. M. da C. Educação integral no Brasil: História (s) da educação integral. Em aberto, Brasília v. 22, n. 80, p. 83-96, abr. 2008. Disponível em: emaberto.inep.gov.br/index.php/emaberto/issue/download/243/82

DOURADO, Luiz Fernandes. ARAUJO, Walisson. Do FNE ao FNPE: a Conape como resistência. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 12, n. 23, p. 207-226, jul./out. 2018. Disponível em:

GIOLO, Jaime. Educação Integral: regatando os elementos históricos e conceituais para o debate. In: MOLL, Jaqueline (Org.). Caminhos da educação integral no Brasil: direito a outros tempos educativos. Porto Alegre: Penso, 2012. p. 94-105.

GONÇALVES, A. S. Reflexões sobre educação integral e escola de tempo integral. Cadernos Cenpec: Fundação Itaú Social – Unicef. São Paulo: nº2, p.129-135. Disponível em: http://cadernos.cenpec.org.b/cadernos/index.php/cadernos.

MENEZES, Janaína Specht da Silva. SOUZA, Donaldo Bello. Monitoramento e avaliação nos Planos Estaduais de Educação consoantes ao novo PNE. Revista Pro-Posições. v. 29, n. 3, p. 614-639, set./dez. 2018.

MOLL, J. A agenda de educação integral: Compromissos para a sua consolidação como política pública. In: MOLL, J. et al. Caminhos da educação integral no Brasil: direito a outros espaços, tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso Editora Ltda, 2012, p. 129-148.

LECLERC, G. de F. E.; MOLL, J. Programa Mais Educação: avanços e desafios para uma estratégia indutora da Educação Integral e em tempo integral. Educar em Revista, Curitiba, n. 45, pp. 91-110, jul./set. 2012.

LIBÂNEO, J. C. Escola de tempo integral em questão: Lugar de acolhimento ou de ensino-aprendizagem? In: BARRA, V. M. L. (org) Educação: ensino, espaço e tempo na escola de tempo integral. Goiânia: UFG, 201.

PAES NETO, G. P. O Programa Mais Educação em Abaetetuba: análise do macrocampo esporte e lazer na escola Esmerina Bou Habib (2008/2012). 2013. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, Belém.

RIBEIRO, M. R. A relação entre currículo e educação integral em tempo integral: um estudo a partir da configuração curricular do Programa Mais Educação. 2017. Tese (Doutorado) – Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, Belém.

SANTOS, A. S. dos. A gestão pedagógica do programa mais educação: um olhar a partir da experiência da escola Teodora Bentes. 2013. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, Belém.

SCAFF, Elisângela Alves da Silva, OLIVEIRA, Marli dos Santos, LIMA, Simone Estigarribia. O Planejamento Educacional frente às fragilidades da democracia brasileira. ETD- Educação Temática Digital. Campinas, SP. v.20 n.4 p. 905-923 out./dez. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v13i0.69348

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Publicado pelo Núcleo de Políticas Educacionais (NuPE) e pela linha de pesquisa em Políticas Educacionais do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFPR), da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Published by Educational Policies Research Centre (NuPE) and by Educational Policy Research Group at Graduate Program in Education (PPGE / UFPR), Federal University of Paraná (UFPR), Brazil.

Contatos: +55 41 35356264

E-mail: jpe@ufpr.br