n. 9 - EQUIDADE E DESIGUALDADE ESCOLAR EM UM RECORTE DA PRODUÇÃO ACADÊMICA DA SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO SOBRE POLÍTICAS EDUCACIONAIS NO BRASIL (2006-2017)

Vanda Mendes Ribeiro, Alicia Bonamino, Cynthia Paes de Carvalho

Resumo


Este artigo apresenta os primeiros resultados de uma pesquisa que analisa o modo como estudos que investigam políticas de educação básica no Brasiltêm definido e operacionalizado os conceitos de desigualdade escolar e equidade educacional. Foram analisados 55 textos publicados no GT 14 – Sociologia da Educação da Anped, entre 2006 e 2017. A seleção dos textos fez uso de dois critérios: trabalhos que tinham a indicação das palavras-chave “desigualdade”, “desigualdade escolar” e “equidade”; e um “olhar de pertinência” das autoras, a partir da leitura dos resumos.Com base em discussão teórica sobre noções contemporâneas de justiça, que fundamentam os conceitos de equidade e desigualdade escolar, foram estabelecidas duas categorias de análise: 1 - definições e operacionalizações que consideram a perspectiva da redistribuição; 2 - definições e operacionalizações pautadas na noção de reconhecimento.A análise traz indícios de que a Sociologia da Educação que estuda políticas educacionais no país operacionaliza os conceitos de desigualdade ou equidade fazendo uso mais frequente da perspectiva de justiça redistributiva e raramente da concepção de justiça como reconhecimento. O estudo sinaliza para a relevância de a pesquisa sobre políticas de educação básica avançar em direção a um novo enquadramento conceitual, que incorpore as duas perspectivas de justiça tratadas neste texto como referência para os estudos sobre o cumprimento do Direito à Educação no Brasil.

Palavras-chave


Desigualdade Escolar; Equidade; Políticas Educacionais; Estado do Conhecimento

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. Tradução de L. Vallandro e G. Bornheim. São Paulo: Nova Cultural, 1987. 281 p. (Os Pensadores).

BENADUSI, L. L’équité dans l’éducation et la crise de l’état-providence. In: DEROUET, J. L.; DEROUET-BESSON, M. C. Repenser la justice dans le domaine de l’éducation et de la formation. Berne: Peter Lang, 2009. p.153-169.

BOURDIEU, P.; PASSERON, J. C. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Lisboa: Veja Universidade, [1975].

CRAHAY, M. L’école peut-elle-être juste e efficace?De l’égalité des chances à l’égalité des acquis. Belgique: De Boeck, 2000.

COLEMAN, J. S. Desempenho nas escolas públicas. In: BROOKE, N.; SOARES, J. F. Pesquisa em eficácia escolar: origem e trajetórias. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008. p. 26-32.

DEROUET, J. L. École et Justice: de l’égalité des chances aux compromis locaux ? Métailié : Paris, 1992. 290 p.

DUBET, F. Les dilemmes de la justice. In: DEROUET, J. C.; DEROUET-BESSON, M. C. Repenser la justice dans le domaine de l’éducation et de la formation. Lyon: Peter Lang, 2009. p. 29-46.

DEROUET-BESSON, M. C. A escola e a exclusão. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 119, p. 29-45, jul. 2003.

FERNANDES, F. A Integração do Negro na Sociedade de Classes. vol. 1 e 2. São Paulo: Àtica, 1978.

FLEISCHACKER, S. Uma breve história da justiça distributiva. Tradução de Á. Vita. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

FRASER, Nancy. Mapeando a imaginação feminista: da redistribuição ao reconhecimento e à representação. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 15, n. 2, p. 291-308, Aug. 2007.

FRASER, Nancy. Sobre justiça: lições de Platão, Rawls e Ishiguro. Revista Brasileira de Ciências Políticas, Brasília, n. 15, p. 265-277, Dec. 2014.

GOFFMAN, E.Estigma: notas sobre a manipulação daidentidade deteriorada. Rio de Janeiro: LTC, 1988,

GOLDSTEIN, H; WOODHOUSE. Pesquisa sobre eficácia escolas e políticas educacionais. In: BROOKE, N.; SOARES, J. F. (Org.). Pesquisa em eficácia escolar: origem e trajetórias. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008. p. 411-424.

LEFORT, C. Pensando o político: ensaios sobre a democracia, revolução e liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.

MAFFETTONE, S.; VECA, S. (Org.). A ideia de justiça de Platão a Rawls. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

MARX, K. Troca, igualdade, liberdade. Revista Temas de Ciências Humanas, São Paulo, n. 3, p. 1-12, 1978.

MARX, K. A questão judaica. São Paulo: Moraes, 1980.

MEURET, D. Rawls, l’education et l’égalité des chances. In : MEURET, D. La justice du système éducatif. De Boeck: Paris/Bruxelles, 1999.

NOGUEIRA, M. A. Teses e dissertações sobre a relação família-escola no. Brasil (1997-2011): um estado do conhecimento. 37ª Reunião Anual da ANPEd, UFSC – Florianópolis, 2015. Disponível em: http://37reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/2015/02/Trabalho-GT14-4137.pdf

NOZICK, R. Anarquia, estado e utopia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1991.

PATTO, M. H. A produção do fracasso escolar. Editora T. A. Queiroz, São Paulo, 1990

RAWLS, J. Justiça como equidade: uma reformulação. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

RIBEIRO, V. M.Justiça na escola e regulação institucional de redes de ensino do estado de São Paulo. 2012. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educaçãoda Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

ROCHEX, J. Y. Repenser l’une par l’autre exigence de culture et exigence de justice sociale: vers une sociologie du développement cognitif?. In: DEROUET, J. C.; DEROUET-BESSON, M. C. Repenser la justice dans le domaine de l’éducation et de la formation. Lyon: Peter Lang, 2009. p. 117-134.

SANTOS, W. G. Cidadania e justiça: a política social na ordem brasileira. Rio de Janeiro: Campus, 1979.

STRIKE, K. A. Ideology and the Marxist critique of schooling. In: STRICKE, K. A. Liberal justice and the marxist critique of education. New York: Routledge, 1989. Part III.

YAIR, G. School Organization and Market Ecology: a Realist Sociological Look at the Infrastructure of School Choice. British Journal of Sociology of Education, v. 7, n. 4, 1996.

WALTENBERG, F. Quatre grandes écoles pour penser la justice dans le champ de l’éducation. In: DUPRIEZ, V.; ORIANNE, J. F.; VERHOEVEN, M. (Org.). De l'école au marché du travail, l'égalité des chances en question. Bern: Peter Lang/INRP, 2008. p. 25-52.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v13i0.65205

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Publicado pelo Núcleo de Políticas Educacionais (NuPE) e pela linha de pesquisa em Políticas Educacionais do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFPR), da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Published by Educational Policies Research Centre (NuPE) and by Educational Policy Research Group at Graduate Program in Education (PPGE / UFPR), Federal University of Paraná (UFPR), Brazil.

Contatos: +55 41 35356264

E-mail: jpe@ufpr.br