n. 31 - EDUCAÇÃO E DIGNIDADE: CONSTRUÇÃO HISTÓRICA DE GARANTIAS DE DIREITOS?

Maria Dolores Fortes Alves, Marly do Socorro Peixoto Vidinha, Elione Maria Nogueira Diógenes

Resumo


Discutir educação implica debater sua relação com a dignidade, pois, educação e dignidade são construções históricas ou garantias de direitos. Partindo deste ponto, o presente trabalho tem por objetivo fazer uma breve reflexão sobre educação, cujo pressuposto tem que  pensar uma organização sistêmica eficiente e eficaz para a educação é uma tarefa complexa do ponto de vista teórico e prático, e nesse sentido necessário de faz sempre voltar o olhar para os marcos regulatórios do processo de formulação das políticas educacionais. Numa perspectiva da pesquisa qualitativa, como caminho metodológico, faremos uma reflexão teórica, tendo como base, as constituições brasileira. Considerando que a educação, nos termos da Constituição Federal Brasileira de 1988, é direito público subjetivo e, como tal, condição indispensável ao exercício da cidadania, abordamos questões relacionadas a itens consagrados na referida CF., dentre os quais garantias de direito à educação e respeito à dignidade humana e ainda apontaremos a importância da participação das pessoas nos processos decisórios, na formulação das políticas públicas, na execução de programas e projetos de interesse coletivo e na fruição de seus resultados de forma desconcentrada. Concluímos,  aludindo que o Estado deve concretizar a efetivação do direito à educação,  como direito humano conquistado por uma coletividade, fruto de longa e árdua luta.

 




Palavras-chave


Educação, Constituição, Política Pública, Igualdade

Texto completo:

PDF

Referências


ABRANCHES, S. H.. Os despossuídos: crescimento e pobreza no país do milagre. Brasil: os anos de autoritarismo – análise, balanço, perspectivas. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1985.

ARAPIRACA, J. O. A USAID e a educação Brasileira: um estudo a partir de uma abordagem crítica da teoria do capital humano. São Paulo: autores associados: Cortez, 1982.

CASTEL, M. O fim do patriarcalismo: movimentos sociais, família e sexualidade na era da informação. In: O poder da identidade. São Paulo: Paz e terra, 1999. (p. 169-285).

CHAUÍ, M. Direitos humanos e medo. In: FESTER, A. C. R. (org.) Direitos humanos e medo. SãoPaulo: Brasiliense, 1989.

CHEVALIER, J.J. As Grandes Obras Políticas de Maquiavel aoos Nossos Dias. 3ª Edição, Rio de Janeiro: Ed. Agir,1982.

CURY, C.R.J. Legislação educacional no Brasil. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

SANTOS, R. E., LOBATO, F.(Orgs.). Ações afirmativas: políticas públicas contra as desigualdades raciais. Políticas das Ações Afirmativas para Afro-descendentes na educação superior em Alagoas. In: SANTOS, Renato E., LOBATO, Fátima (Orgs.) Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

FÀVERO, O. A Educação nas Constituintes Brasileiras. 1823-1988. Campinas. Autores Associados. 2001.

ROMANELLI, O. História da educação no Brasil 1930/1973. Rio de Janeiro / Petrópolis: Vozes, 1978.

ROMANELLI, O. de .O, História da Educação no Brasil, 6ª Edição – Ed. Vozes – Petrópolis/RJ, 1984.

SANTOS, G. A. Dos. A invenção do “ser negro”: um percurso das idéias que naturalizaram a inferioridade dos negros – São Paulo: Educ/ Fapesp; Rio de Janeiro: Pallas, 2002.

SANTOS, B. de S. A construção multicultural a igualdade e da diferença. IN: VI CONGRESSO BRASILEIRO DE SOCIOLOGIA, Rio de Janeiro, 1995.s.n.t.

SILVERIO, V. R.; SILVA, B.G. P.(orgs.). Educação e ações afirmativas: entre a injustiça simbólica e a injustiça econômica. Brasília: Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2003.

SILVERIO, V. R. O papel das ações afirmativas em contexto racializados: algumas anotações sobre o debate brasileiro. In: Educação e ações afirmativas: entre a injustiça simbólica e a injustiça econômica / SILVERIO, V. R.; SILVA, B.G. P.(orgs.). Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2003.

TAVARES, M.G.M. Educação Brasileira e Negociação Política. Maceió: EDUFAL, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v13i0.63687

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Publicado pelo Núcleo de Políticas Educacionais (NuPE) e pela linha de pesquisa em Políticas Educacionais do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFPR), da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Published by Educational Policies Research Centre (NuPE) and by Educational Policy Research Group at Graduate Program in Education (PPGE / UFPR), Federal University of Paraná (UFPR), Brazil.

Contatos: +55 41 35356264

E-mail: jpe@ufpr.br