n. 19 - DEMANDAS DE VALORIZAÇÃO NA PERSPECTIVA DO DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOCENTE: RELATOS DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

José Rubens Lima Jardilino, Ana Maria Mendes Sampaio

Resumo


Resumo:

Esse artigo discute as demandas de valorização dos professores da Educação Infantil e dos Anos Inicias do Ensino Fundamental da rede pública municipal da cidade de Mariana- MG. O trabalho apresenta os resultados de uma pesquisa, desenvolvida no Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Ouro Preto. Trata-se de um estudo exploratório de abordagem qualitativa, que se utilizou da técnica de grupo focal, aplicação de questionários de caracterização e análise documental de políticas de formação e valorização docente, a partir dos planos PNE (Lei 13.005/2014) e PME (Lei nº 3.042/2015). A pesquisa apontou que as demandas de valorização dos professores relacionam-se a lacunas inerentes ao plano de carreira, a avaliação de desempenho, as condições de trabalho, as remunerações e a valorização profissional docente do referido PME.


Palavras-chave


Políticas Públicas Educacionais; Desenvolvimento Profissional Docente; Valorização Docente.

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

ARAÚJO. H. A valorização dos profissionais da educação. In. Carta Capital, 2017. Disponível em ‹http://www.cartaeducacao.com.br/artigo/a-valorizacao-dos-profissionais-da-educacao/›. Acesso em 10 de dez. de 2017.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 20 dez. 1996. Disponível em: ‹http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm›. Acesso em 23 de abr. 2016.

______. Parecer nº 10, de 3 de setembro de 1997. Fixa as Diretrizes para os Novos Planos de Carreira e Remuneração do Magistério dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Disponível em: ‹http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/1997/pceb010_97.pdf›. Acesso em 23 de abr. 2017.

______. Resolução nº 3, de 8 de outubro de 1997. Fixa as Diretrizes para os Novos Planos de Carreira e de Remuneração para o Magistério dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Brasília, 1997. Disponível em: ‹http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB0397.pdf›. Acesso em 23 de abr. 2017.

______. Constituição Federal, de 05 de outubro de 1988. Brasília, DF: 1988.

______. Lei Nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação. Disponível em: ‹http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm›. Acesso em 23 de abr. 2017.

______. Emenda Constitucional nº 95, de 15 de dezembro de 2016. Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc95.htm. Acesso em 03 de Fev. 2017.

______. Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Altera a LDB (1996), a CLT (1943) e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Brasília, 2017.

DINIZ, M. A mulher-professora em desvio de função por transtorno mental,1997 (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG, Belo Horizonte, 1997.

_____. De que sofrem as mulheres-professoras? In: LOPES, Eliane Marta Teixeira Lopes (org.). A psicanálise escuta a educação. Belo Horizonte, Autêntica, 1998.

DOURADO, L. F. Magistério: diretrizes de valorização e impasses. In: Cadernos de Educação, n. 21, 2ª edição, Brasília: Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação-CNTE, 2009.

GATTI. B. A. (Org.). O trabalho docente: avaliação, valorização, controvérsias. Campinas, SP: Autores Associados: São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2013.

______. Formação de Professores: Condições e problemas atuais. Revista Internacional de Formação de Professores (RIFP), Itapetininga, v. 1, n.2, p. 161-171, 2016. Disponível em‹ http://itp.ifsp.edu.br/ojs/index.php/RIFP/article/view/347/360›. Acesso em: 18 de set.2017.

GATTI, B. A.; BARRETO, E. S. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília, DF: UNESCO, 2009.

MARIANA, MG. Plano de Carreira dos Professores Municipais. Lei Complementar n.º 139/2014. Dispõe sobre o plano de carreira do pessoal do magistério, secretaria escolar e inspeção de alunos, e do pessoal de monitoria de creche e de monitoria de ensino especial da Secretaria de Educação do município de Mariana. Disponível em: ‹http://funprevmariana.com.br/uploads/funprev_2014/PLANO%20CARREIRA%20EDUCA%C3%87%C3%83O/Lei_Complementar_nu00BA_139_-_Plano_Carreira_EDUCAu00C7u00C3O2.pdf›. Acesso em: 05 de dez. 2017.

______. Plano Municipal de Educação de Mariana – MG. Lei nº 3.042/2015. Aprova o Plano Municipal de Educação de Mariana. Disponível em: ‹http://www.camarademariana.mg.gov.br/uploads/camara_mariana_2014/camara/legislacao/lei-n-3-042-parte-1-compressed.pdf›. Acesso em 20 de mar. 2018.

MEDLEY, D. Teacher competency testing and the teacher educator. Charlottesville, Association of Teachers Educators, 1982.

RAMALHO, B. L.; NUNEZ, I. B.; GAUTHIER, C. Formar o professor, profissionalizar o ensino – perspectivas e desafios. Porto Alegre: Sulina, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v12i0.59567

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Publicado pelo Núcleo de Políticas Educacionais (NuPE) e pela linha de pesquisa em Políticas Educacionais do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFPR), da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Published by Educational Policies Research Centre (NuPE) and by Educational Policy Research Group at Graduate Program in Education (PPGE / UFPR), Federal University of Paraná (UFPR), Brazil.

Contatos: +55 41 35356264

E-mail: jpe@ufpr.br