n. 17 - POLÍTICA PÚBLICA DE JUVENTUDES: PERCEPÇÕES DOS BOLSISTAS DO PROUNI

Lia Machado Fiuza Fialho, Francisca Genifer Andrade de Sousa

Resumo


O objeto de estudo foi o Programa Universidade para Todos na sua interface com a juventude de baixa renda que conseguiu acesso ao ensino superior por meio da participação nessa política pública. Objetivou-se compreenderas reverberações do acesso ao referido programa na vida de estudantes pobres da cidade de Fortaleza desde a percepção dos jovens contemplados. A coleta de dados da pesquisa foi realizada mediante questionário misto com 20 jovens. Os resultados foram submetidos à análise de conteúdo e discutidos quanto a estas categorias: o ingresso no Programa Universidade para Todos; as Instituições de Ensino Superior e o curso em que estudam os discentes; e os possíveis percalços, dificuldades e benefícios gerados pelo referido programa. Constatou-se que os jovens consideraram o Programa Universidade para Todos um projeto de inclusão social que gera oportunidades à população de baixa renda de prosseguimento nos estudos e de acesso à educação superior, no entanto, mesmo demonstrando satisfação com o programa e com os serviços ofertados pelas Instituições de Ensino Superior particulares, aferiram a dificuldade de permanência em tais instituições em decorrência da ausência de assistência estudantil e da exclusão das universidades públicas.

 


Palavras-chave


Ensino superior; Prouni; Políticas públicas; Juventudes.

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, D. P.; OLIVEIRA, F. B. O Prouni e a conclusão do ensino superior: novas trajetórias pessoais e profissionais dos egressos. Rio de Janeiro, v. 19, n. 73, p. 861-890, 2011.

ARROYO, M. C. et al. Maiores dificuldades encontradas pelos bolsistas do Prouni para concluir o curso superior. In: WORKSHOP DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA DO CENTRO PAULA SOUZA, 8., 2013, São Paulo. Anais... São Paulo: Centro Paula de Souza, 2013.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 3. ed. Lisboa: 70, 2009.

CATANI, A. M.; HEY, A. P.; GILIOLI, R. S. P. Prouni: democratização do acesso às Instituições de Ensino Superior? Educar em Revista, Curitiba, n. 28, p. 125-140, 2006.

CORBUCCI, P. R. Financiamento e democratização do acesso à educação superior no Brasil: da deserção do Estado ao projeto de reforma. Educação & Sociedade, Campinas, v. 25, n. 88, p. 677-702, 2004.

COSTA, S. L.; DIAS, S. M. B. A permanência no ensino superior e as estratégias institucionais de enfrentamento da evasão. Jornal de Políticas Públicas Educacionais, Curitiba, v. 9, n. 17-18, p.51-60, 2015.

FIALHO, L. M. F. A vida de jovens infratores privados de liberdade. Fortaleza: UFC, 2015.

FREZZA, M.; MARASCHIN, C.; SANTOS, N. S. Juventude como problema de políticas públicas. Psicologia & Sociedade, Florianópolis, v.21, n.3, p. 313-323, 2009.

LIMA, P. G. Políticas de educação superior no Brasil na primeira década do século XXI: alguns cenários e leituras. Avaliação, Campinas, v. 18, n. 1, p. 85-105, 2013.

MUGNOL, M.; GISI, M. L. Avaliação de políticas públicas educacionais: os resultados do Prouni. In: ANPED, 9., 2012, Caxambu.Anais... Caxambu: ANPEd, 2012.

OLIVEIRA, A. B. C. O Enem como processo seletivo para o ensino superior: algumas considerações sobre a democratização do acesso e sobre o construto do exame. Jornal de Políticas Públicas Educacionais, Curitiba, v. 9, n. 17-18, p. 156-167, 2015.

ROCHA, H. S. Formação de agenda de políticas públicas de juventude no Governo Federal de 2002 a 2005. Revista Juventude e Políticas Públicas, Brasília, DF,v. 1, n. 1, p. 1-19, 2014.

SAMPAIO, B.; GUIMARÃES, J. Diferenças de eficiência entre ensino público e privado no Brasil. Economia Aplicada, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 45-68, 2009.

SILVA, M. R. Direito à educação, universalização e qualidade: cenários da educação básica e da particularidade do ensino médio. Jornal de Políticas Públicas Educacionais, Curitiba, v. 9, n. 17-18, p. 61-74, 2015.

SOUZA, M. R. A.; MENEZES, M. Programa Universidade para Todos (Prouni): quem ganha o quê, como e quando? Revista Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 22, n. 84, p. 609-634, 2014.

SPOSITO, M. P.; CARRANO, P. C. R. Juventude e políticas públicas no Brasil. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 24, p. 16-39,2003.

TEIXEIRA, E. As três metodologias: acadêmica, da ciência e da pesquisa. Petrópolis: Vozes, 2005.

TOMMASI, L. Um olhar sobre as políticas públicas de juventude na América Latina. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 25, p.177-181, 2004.

VALLE, M. J. Prouni: política pública de acesso ao ensino superior ou privatização? 2009. 111 f. Dissertação (Mestrado em Educação)– Programa de Pós-Graduação, Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v11i0.53612

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Publicado pelo Núcleo de Políticas Educacionais (NuPE) e pela linha de pesquisa em Políticas Educacionais do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFPR), da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Published by Educational Policies Research Centre (NuPE) and by Educational Policy Research Group at Graduate Program in Education (PPGE / UFPR), Federal University of Paraná (UFPR), Brazil.

Contatos: +55 41 35356264

E-mail: jpe@ufpr.br