INFLUÊNCIAS ANTRÓPICAS NO REMANESCENTE DA FLORESTA ATLÂNTICA NA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DE GUARATUBA, PARANÁ

Claudinei Taborda da Silveira, Chisato Oka-Fiori

Resumo


A Área de Proteção Ambiental (APA) de Guaratuba, situada no estado do Paraná, é uma unidade de conservação de gestão estadual, que representa um significativo remanescente da floresta atlântica, sendo atualmente cenário de conflitos e transformações. Tais conflitos estão associados a diferentes interesses por parte de seus ocupantes, já que essa área é formada também por propriedades particulares, com distintas formas de uso do solo. Representa um cenário de transformações por sua localização geográfica, pois a leste esta a orla litorânea com crescente desenvolvimento ao turismo e lazer acarretando forte especulação imobiliária, e a oeste sua proximidade com Região Metropolitana de Curitiba, com grande adensamento demográfico e em fase de expansão por seus eixos metropolitanos. Assim, aqui são apresentadas e discutidas as diferentes influências antrópicas aos remanescentes florestais, bem como seus principais problemas de degradação ambiental.

Palavras-chave


APA de Guaratuba, influências antrópicas, floresta atlântica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v2i1.8419



Revista Geografar ISSN: 1981-089X