Open Journal Systems

PERCURSO DIDÁTICO PARA MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM GEOGRAFIA: EXPERIÊNCIAS EM TORNO DE UMA PROPOSTA

Francisco Tomaz Moura Júnior, Marielly de Sousa Miranda, Lana de Souza Cavalcanti

Resumo


O ensino de Geografia tem o papel de propiciar a produção de conhecimentos críticos frente à realidade, por parte dos alunos, atuando como instrumento de leitura e compreensão de mundo. Por esse motivo, os estudantes são o foco do processo de ensino. Nessa concepção, surge a demanda de uma mediação que ultrapasse a mera exposição linear de conteúdos soltos, e se constitua metodologicamente possibilitando a análise dos problemas cotidianos enfrentados pelos estudantes por meio da apropriação de conhecimentos geográficos. Com o foco em um caminho metodológico, o trabalho em questão tem o propósito de elucidar as potencialidades da proposta de percurso didático para o ensino de Geografia de Cavalcanti (2014). Para isso, foram realizados levantamento e análise dos trabalhos de conclusão de curso, dissertações e teses publicados na Plataforma Sucupira entre os anos de 2014 e 2021 que abordaram o percurso. A análise indicou avanços significativos na aprendizagem dos estudantes, a partir dos percursos realizados, que levaram ao desenvolvimento da capacidade de reflexão e problematização de suas práticas cotidianas, no desenvolvimento e formação de conceitos científicos, na capacidade de articulação teoria/prática, na resignificação dos espaços de vivência, no desenvolvimento do raciocínio multiescalar e no desenvolvimento interpessoal. Além disso, os dados indicaram que o percurso didático possui um importante papel enquanto ferramenta de coleta de dados. Portanto, reafirma-se a validade e fertilidade das formulações apresentadas, entendendo-as como produto de uma relação dialética entre episteme e didática da Geografia, não sendo um receituário, mas passível de adaptação e aplicação a diferentes contextos e espaços.


Palavras-chave


percurso didático; mediação didática; ensino de Geografia; pensamento geográfico.

Texto completo:

AUTORIZAÇÃO ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v17i1.83634