PERCEPÇÃO COMUNITÁRIA ACERCA DA MITIGAÇÃO DOS IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS EM UM COMPLEXO EÓLICO EM ICAPUÍ/CE

Kamila Louzada Rangel, Antônio Jeovah de Andrade Meireles

Resumo


A implantação de grandes empreendimentos eólicos no nordeste brasileiro vem causando diversos impactos socioambientais negativos no meio ambiente físico, biológico e socioeconômico dos territórios que recebem essa intervenção tecnológica, dita ambientalmente sustentável. Sob o discurso hegemônico de energia limpa e de diversificação da matriz energética, recursos naturais vêm sendo exauridos e conflitos socioambientais em comunidades tradicionais aumentando em razão da intervenção em suas práticas sociais e em seus modos de vida. Esta pesquisa analisa os efeitos da implantação de um complexo eólico em Icapuí no Ceará. O objetivo principal desta pesquisa é analisar as medidas mitigadoras e as condicionantes exigidas pelo Órgão Ambiental de modo a verificar se de fato contribuem para a minimização dos impactos socioambientais causados às comunidades que sofrem os impactos diretos e indiretos do empreendimento. Através de uma análise qualitativa de pesquisas bibliográficas, de campo e entrevistas busca compreender a percepção da comunidade diretamente impactada sobre as condicionantes impostas pelo órgão ambiental para a concessão das licenças ambientais assim como também dos impactos socioambientais e medidas de mitigação correspondentes propostas pelo Estudo de Impacto Ambiental apresentado pelo empreendedor.


Palavras-chave


Energia eólica; Mitigação; Impactos socioambientais; Conflitos socioambientais; Desenvolvimento Sustentável

Texto completo:

AUTORIZAÇÃO ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v15i1.69509



Revista Geografar ISSN: 1981-089X