ANÁLISE DIGITAL DO RELEVO EMPREGADA NO MAPEAMENTO DE UNIDADES GEOMORFOLÓGICAS

Ricardo Michael Pinheiro Silveira, Claudinei Taborda da Silveira, Chisato Oka-Fiori

Resumo


O reconhecimento, compreensão e delineação das múltiplas variáveis que compõe o meio físico-natural são de grande importância para alicerçar ações de planejamento e gestão ambiental e territorial, sendo o mapeamento geomorfológico um importante instrumento de apoio. A demanda de cartografia geomorfológica é crescente, no entanto o método convencional é um processo oneroso e caro, pois envolve extensos trabalhos de campo. Face essa questão é necessário o avanço de técnicas de inferência espacial, apoiada no avanço das geotecnologias e informática. Nesse sentido, o presente trabalho tem por objetivo identificar unidades de relevo apoiando-se em técnicas de parametrização do relevo sobre um Modelo Digital de Elevação SRTM90. A identificação e delimitação das unidades geomorfológicas foram obtidas por meio do Índice de Concentração da Rugosidade (ICR) do relevo, pela aplicação do estimador de densidade por Kernel sobre valores de declividade. Foram empregados os atributos topográficos: declividade, hipsometria, orientação de vertentes, plano e perfil de curvatura, na caracterização das unidades mapeadas. A validação do mapa obtido foi realizada pela comparação com as unidades do Mapeamento Geomorfológico do Estado do Paraná. Obteve-se o índice de concordância entre os mapeamentos de 80%, constatando o grande potencial de aplicação do MDE SRTM e seus subprodutos, aliado às técnicas de SIG e geoprocessamento, aos trabalhos de mapeamento geomorfológico em escala regional.


Palavras-chave


mapeamento geomorfológico; geomorfometria; SRTM.

Texto completo:

Artigo Autorização


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v7i2.26709

Revista Geografar ISSN: 1981-089X