A CRIAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO COMO INSTRUMENTO DE PROTEÇÃO AOS RECURSOS HÍDRICOS: ESTUDO DE CASO DO PARQUE NASCENTES DO BELÉM - CURITIBA PR

Rosana Zafalon, Silvia Karla da Silva

Resumo


A degradação dos recursos hídricos é um dos mais graves problemas ambientais a ser enfrentado na atualidade, sobretudo nos países subdesenvolvidos. Rios de grande importância histórica, cultural e econômica “morrem” devido à precariedade do sistema de saneamento básico nas metrópoles brasileiras. Essa é a situação do Rio Belém, que viu nascer e crescer em suas margens a capital paranaense, Curitiba. Programas que visam melhorar a qualidade da água dos rios têm sido implantados, destacando-se a criação de unidades de conservação em pontos estratégicos do curso dos rios, caso da criação, pelo governo municipal, do Parque  Nascentes do Belém. No entanto, para que esse projeto seja verdadeiramente eficaz, são necessárias adequações na estrutura física do parque, bem como a promoção, pelo poder público, de programas de educação ambiental, não somente nesse espaço como também em outros, como por exemplo, nas escolas, que possam atingir toda a população curitibana, conscientizando-a da importância da preservação da qualidade da água de seus rios.


Palavras-chave


recursos hídricos; unidades de conservação; educação ambiental

Texto completo:

Artigo Autorização


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/geografar.v7i2.24640

Revista Geografar ISSN: 1981-089X