IDENTIDADE MODERNA PERSPECTIVAS DO COMUNITARISMO

Tatyana Scheila Friedrich

Resumo


O comunitarismo surge com o objetivo de proceder, a partir da idéia de eticidade concreta, à reconstrução histórica da noção de “tradição cultural”. Aparece em contraposição ao liberalismo da filosofia política, do racionalismo universalista, da filosofia analítica, do emotivismo ético e, por fim, como crítica da modernidade. Os seres são comunitários e seus momentos de reação refletem isso. A construção da identidade moderna, da noção de si mesmo, decorre da tradição. Os conceitos universais, na verdade, não têm tal amplitude universalista porque partem sempre de uma tradição. Noções da relação interno-externo são levadas em consideração, conforme a opinião da cada autor comunitarista, expostos na versão do presente trabalho.

Palavras-chave


Filosofia; Comunitarismo; Universalismo; Filosofia da libertação; Tradição

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rfdufpr.v43i0.7057

Revista da Faculdade de Direito UFPR. ISSN: 0104-3315 (impresso) 2236-7284 (eletrônico).