COOPERATIVAS DE SERVIÇOS MÉDICOS COMO SÓCIAS DE OUTROS TIPOS SOCIETÁRIOS

Fábio Martins Bonilha Curi

Resumo


O artigo analisa de forma geral a situação de diversas cooperativas de serviços médicos que se tornam sócias de hospitais e farmácias sob a forma de sociedade empresária. Para tanto, em fase inicial, será realizado um estudo da expansão cooperativista, no qual serão vistas as diversas características que esta instituição adquiriu durante a história. Posteriormente, será estudada a importância dos princípios no sistema jurídico, bem como a dimensão de sua atuação. Será analisado também o atual sistema de saúde. Após essa análise, adentrar-se-á diretamente no foco da questão, ou seja, o problema dos hospitais e das farmácias que são constituídas em forma de sociedades empresárias.

Palavras-chave


Cooperativas médicas; Sociedades limitadas; Sistema nacional de saúde; Princípios cooperativos; Cooperativas de serviços; Previsão estatutária

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rfdufpr.v43i0.7000

Revista da Faculdade de Direito UFPR. ISSN: 0104-3315 (impresso) 2236-7284 (eletrônico).