Open Journal Systems

POTENCIAIS DOADORES DE ÓRGÃOS EM MORTE ENCEFÁLICA: CARACTERIZAÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM

Gabriela Duarte Bezerra, Kyohana Matos de Freitas Clementino, Maria Isabel Caetano da Silva, João Emannuel Pereira Domingos, Isaac de Sousa Araújo, Eglídia Carla Figueirêdo Vidal, Woneska Rodrigues Pinheiro

Resumo


Objetivo: Identificar os diagnósticos de enfermagem de potenciais doadores de órgãos em morte encefálica segundo a Taxonomia NANDA-I.

Método: Estudo observacional, transversal realizado em hospital público no interior do Ceará, Brasil. Coleta de dados nos meses de outubro e novembro de 2021, em 23 prontuários de potenciais doadores de órgãos. Dados foram analisados por estatística descritiva.

Resultados: Identificaram-se 22 diferentes diagnósticos, em cinco dos 13 domínios da taxonomia da NANDA-I. Prevaleceram: risco de glicemia instável; risco de função hepática prejudicada; troca de gases prejudicada; mobilidade no leito prejudicada; padrão respiratório ineficaz; risco de infecção; risco de lesão por pressão; risco de aspiração; risco de débito cardíaco diminuído; risco de quedas, eliminação urinária prejudicada; risco de desequilíbrio eletrolítico e risco de pressão arterial instável.

Conclusão: A identificação dos diagnósticos poderá favorecer o aprimoramento da prática e a aplicação do processo de enfermagem diante da assistência aos potenciais doadores de órgãos.


Palavras-chave


Diagnóstico de Enfermagem; Obtenção de Tecidos e Órgãos; Morte Encefálica; Transplante; Enfermagem.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)