Open Journal Systems

FATORES ASSOCIADOS À AUTOEFICÁCIA DA AMAMENTAÇÃO NO PUERPÉRIO IMEDIATO EM MATERNIDADE PÚBLICA

Laise Sousa Siqueira, Floriacy Stabnow Santos, Romila Martins de Moura Stabnow Santos, Lívia Fernanda Siqueira Santos, Leonardo Hunaldo dos Santos, Livia Maia Pascoal, Marcelino Santos Neto

Resumo


Objetivo: verificar a associação entre variáveis sociodemográficas, antecedentes obstétricos, gestação atual e puerpério à autoeficácia em amamentar.

Método: estudo transversal, realizado no sudoeste maranhense do Brasil, entre os meses de outubro de 2020 a julho de 2021 com a participação de 240 puérperas, utilizando-se a Breastfeeding Self-Efficacy Scale – Short Form. Realizaram-se análise descritiva, possíveis associações, modelos de regressão logística simples e múltiplos.

Resultados: 83,3% apresentaram alta autoeficácia em amamentar, 46,7% tinham entre 26 e 35 anos, 81,2% eram casadas ou estavam em união estável, 94,2% amamentaram na primeira hora de vida, 37,9% receberam orientação sobre amamentação na Unidade Básica e 84,2% ofertaram somente leite materno para o recém-nascido na maternidade, sendo esses fatores associados à alta autoeficácia em amamentar (p<0,05).

Conclusão: a pesquisa contribuiu para orientar os profissionais de saúde a prestar assistência de qualidade superior à gestante, puérpera e lactante, com o objetivo de aumentar a autoeficácia em amamentar, identificando, dentre tais mulheres, àquelas que necessitam de maior apoio.


Palavras-chave


Aleitamento Materno; Autoeficácia; Nutrição do Lactente; Desmame; Período Pós-Parto.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/ce.v28i0.84086