Open Journal Systems

VENOPUNÇÃO PERIFÉRICA E SUA MANUTENÇÃO: REPRESENTAÇÃO SOCIAL POR MULHERES EM CESARIANA

Thainá Ribeiro Rezende de Morais, Paula Krempser, Cristina Arreguy-Sena, Herica Silva Dutra, Mariléia Leonel, Flávia Reis da Silva, Isabela Verônica da Costa Lacerda

Resumo


Objetivo: identificar e analisar as representações sociais e suas dimensões sobre o cateterismo venoso periférico e sua manutenção para fins anestésico-cirúrgicos em mulheres submetidas à cesariana.

Método: estudo qualitativo do tipo exploratório-descritivo alicerçado pela Teoria das Representações Sociais com a participação de 120 mulheres e realizada em um hospital público no estado de Minas Gerais – Brasil, entre 2019 e 2020. Evocações coletadas por entrevistas com aplicação da técnica de associação livre de palavras não hierarquizada com análise prototípica e por similitude nos softwares EVOC e IRAMUTEQ.

Resultados: a presente representação social aborda sentimentos na dimensão comportamental de estresse, os quais são relacionados à insegurança e medo da dor da agulha, ao procedimento cirúrgico e à restrição de movimentos.

Conclusão: a pesquisa contribui para uma reflexão da necessidade de redimensionamento da assistência de enfermagem ante as dificuldades enfrentadas pelas mulheres na tripla vivência de estresses: a cesárea; o cateterismo venoso; e à dificuldade de realizar os cuidados pós-parto.

Palavras-chave


Cateterismo Periférico; Mulheres; Cesárea; Cuidados de Enfermagem; Psicologia Social.

Texto completo:

PDF (PORTUGUÊS)


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/ce.v28i0.82431