Open Journal Systems

HISTÓRICO GESTACIONAL DE MULHERES COM INCONTINÊNCIA URINÁRIA

Bruna Isadora Thomé, Gisela Maria Assis, Glenda Naila de Souza, Auristela Duarte de Lima Moser

Resumo


Objetivo: analisar a relação do histórico gestacional com a incontinência urinária em mulheres.
Método: estudo exploratório descritivo de corte transversal quantitativo, com 227 mulheres com incontinência urinária atendidas em um ambulatório de referência do sul brasileiro, identificando histórico gestacional e subtipo de incontinência. Para análise de associação, utilizou-se os testes qui-quadrado e V de Cramér, nível de significância de 5%.
Resultados: a incontinência urinária mista (87,2%; n=198) foi predominante, com 89% para duas ou mais gestações, e o parto vaginal (dois ou mais) foi mais ocorrente (71,4%) do que a cesariana (14,5%) para dois ou mais, 64,3% receberam episiotomia. Não houve significância estatística entre os subtipos de incontinência e as variáveis de histórico gestacional.
Conclusão: a incontinência urinária mista foi o subtipo mais presente. A multiparidade e parto vaginal caracterizaram este grupo. Demonstra-se a importância do preparo do assoalho pélvico no período perigestacional, minimizando o impacto da incontinência nesta população.


Palavras-chave


Incontinência Urinária; Gravidez; Paridade; Diafragma da Pelve; Saúde da Mulher.

Texto completo:

PDF PDF (English)