Open Journal Systems

MORTALIDADE INFANTIL INDÍGENA: EVIDÊNCIAS SOBRE O TEMA

Perla Katheleen Valente Corrêa, Rosane Vieira Lobato, Felipe Valino dos Santos, Ângela Maria Rodrigues Ferreira, Ivaneide Leal Ataíde Rodrigues, Laura Maria Vidal Nogueira

Resumo


Objetivo: analisar as evidências científicas sobre a mortalidade infantil indígena.
Método: revisão integrativa de literatura com 10 artigos, disponíveis na íntegra, em inglês, português e espanhol, publicados entre 2014 e 2019 no Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature, na Medical Literature Analysis and Retrieval Sistem on-line, na Literatura Latinoamericana e do Caribe em Ciências da Saúde, no portal da Capes e na Cochrane Library. Os dados foram obtidos entre julho e setembro de 2019, processados no IRAMUTEQ e analisados pela classificação hierárquica descendente com base no dendograma.
Resultados: foram encontradas 6 classes: 1- Diferenças entre Mortalidade infantil indígena e nãoindígena; 2- Mortalidade infantil indígena; 3- Políticas públicas para os povos indígenas; 4- Ações de saúde de impacto para prevenção de óbitos infantis; 5- Importância dos sistemas de informações; 6- Necessidade de serviços de saúde resolutivos.
Conclusão: as evidências indicam necessidade de ações mais efetivas para enfrentamento da mortalidade infantil indígena. A elevada taxa deve ser valorizada no planejamento em saúde.


Palavras-chave


População Indígena; Saúde de Populações Indígenas; Mortalidade Infantil; Epidemiologia; Serviços de Saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v25i0.70215