Open Journal Systems

CLASSIFICAÇÃO DE RISCO DE DOENÇAS IMUNOPREVENÍVEIS E SUA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL

Jéssica Oliveira da Cunha, Lays Hevércia Silveira de Farias, José Augusto Passos Góes, Mateus Meneses Bispo, Thaynara Silva dos Anjos, Glebson Moura Silva, Allan Dantas dos Santos

Resumo


Objetivo: classificar o risco das doenças imunopreveníveis e sua distribuição espacial nos municípios sergipanos.
Método: estudo epidemiológico, com utilização de bases de informaçoes secundárias pelo Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações no ano de 2017, referente ao esquema vacinal até o segundo ano de idade, nos 75 municípios sergipanos. Para análise estatística dos dados, utilizou-se o programa Epi Info versão 7.2.2.6 e QGIS para elaboração do mapa.
Resultados: 46,7% dos municípios sergipanos apresentaram cobertura vacinal adequada para BCG. Em todo estado, os imunobiológicos analisados apresentaram grau de homogeneidade baixo. A vacina Tríplice viral teve a mais elevada taxa de abandono 73 (97,3%) .
Conclusão: identificou-se quadro de alto risco de desenvolvimento de doenças preveníveis por vacinas na maioria dos municípios sergipanos. Esforços cumulativos são necessários por parte dos usuários, profissionais de saúde e gestores do Sistema Único de Saúde para assegurar êxito e boa adesão às atividades de imunização.


Palavras-chave


Imunização; Cobertura Vacinal; Indicadores de Serviços; Programas de Imunização; Monitoramento.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v25i0.68072