VIOLÊNCIA DE GÊNERO NO ESPAÇO UNIVERSITÁRIO

Viviam Mara Pereira de Souza, Liliana Müller Larocca, Maria Marta Nolasco Chaves, Melissa dos Reis Pinto Mafra Fialla, Michelle Kuntz Durand, Rafaela Gessner Lourenço

Resumo


Objetivo: reconhecer o entendimento acerca da violência de gênero no espaço universitário.
Método: pesquisa exploratória de abordagem qualitativa. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 38 participantes que vivenciavam o contexto universitário, no período de julho a setembro de 2016. Os dados foram analisados por meio da Análise de Conteúdo com apoio do software webQDA.
Resultados: foram evidenciadas três categorias empíricas: violência de gênero; reconhecimento da violência de gênero nos espaços universitários; e subjetividades da violência de gênero. Destaca-se que a comunidade universitária tem dificuldades em expor sua compreensão acerca da violência de gênero.
Conclusão: violência de gênero é a reprodução de poder sobre o outro, considerado “inferior”, concepção revelada no cenário estudado. É necessário dar visibilidade ao fenômeno, por meio de escuta que não se traduza na culpabilização do indivíduo exposto à violência.


Palavras-chave


Violência; Políticas Inclusivas de Gênero; Violência de Gênero; Educação Superior; Acolhimento; Enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v26i0.67689 ';



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536