PERCEPÇÕES DE EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA SOBRE A ATENÇÃO EM ANTICONCEPÇÃO

Luciana Cristina dos Santos Maus, Evangelia Kotzias Atherino dos Santos, Marli Terezinha Stein Backes, Alcira Escobar Marín

Resumo


Objetivo: identificar as percepções de equipes de Saúde da Família sobre a atenção em anticoncepção.
Método: pesquisa qualitativa, do tipo exploratório-descritiva. Coleta de dados por meio de entrevistas semiestruturadas, totalizando 55 participantes atuantes na Estratégia Saúde da Família de uma capital do Sul do Brasil. Para organização e  codificação dos dados, utilizaram-se os recursos do software webQDA e, para análise dos dados, seguiram-se os quatro processos genéricos: apreensão, síntese, teorização e transferência.
Resultados: emergiram quatro categorias: percepções sobre a atenção em anticoncepção; ações da atenção em anticoncepção; características das pessoas que demandam atenção em anticoncepção; e sensações vivenciadas pelas equipes ao atuarem na atenção em anticoncepção.
Conclusão: os pontos e contrapontos levantados pelos participantes precisam ser amplamente discutidos durante o processo de trabalho das equipes, tendo em vista o aperfeiçoamento da atenção em anticoncepção, contribuindo, dessa maneira, para a redução das gravidezes não planejadas e suas implicações.


Palavras-chave


Pesquisa Qualitativa; Atenção Primária à Saúde; Saúde da Família; Planejamento Familiar; Anticoncepção.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v25i0.67381 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133