BANCO DE LEITE HUMANO: MULHERES COM DIFICULDADES NA LACTAÇÃO

Ana Paula Matos Ferreira, Paula Cristina Alves da Silva, Adriana Gomes Nogueira Ferreira, Vandilson Pinheiro Rodrigues, Alice Bianca Santana Lima, Lívia Alessandra Gomes Aroucha, Paula Vitória Costa Gontijo

Resumo


Objetivo: conhecer as dificuldades das mulheres que procuram atendimento no Banco de Leite
Humano.
Método: trata-se de um estudo documental, retrospectivo, utilizando amostra de 292 formulários
de puérperas que buscaram o serviço especializado do Banco de Leite Humano em Hospital
Universitário no Nordeste do Brasil. Realizado de janeiro a agosto de 2017. Foram utilizados testes
de Qui quadado e medidas de Odds Ratio.
Resultados: amostra composta por mulheres com Ensino Superior Completo 118 (40,4%), 198
(67,81%) realizaram partos em serviço de saúde privado, por cirurgia cesariana 209 (71,58%) e 118
(40,41%) não recebeu informações sobre amamentação em nenhum momento. Dificuldades de
amamentação: pega 167 (57,19%), fissura mamilar 96 (32,88%), confusão de bicos 69 (23,63%),
insegurança materna 65 (22,26%) e ingurgitamento mamário 61 (20,89%).
Conclusão: orientações realizadas pelos profissionais voltadas para a prática do aleitamento
materno e acompanhamento adequado à mulher no período gravídico puerperal resultam no
sucesso da amamentação.

 


Palavras-chave


Enfermagem; Aleitamento Materno; Banco de Leite Humano; Saúde da Mulher; Período Pós-Parto.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v25i0.65699 ';



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133