DEMANDAS PSICOLÓGICAS, CONTROLE E APOIO SOCIAL NO TRABALHO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE

Gilmara Aparecida Batista Fernandes, Angélica da Conceição Oliveira Coelho, Heloisa Campos Paschoalin, Leila Maria Mansano Sarquis, Rosângela Maria Greco

Resumo


Objetivo: identificar as demandas psicológicas, o controle e o apoio social no trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde. Método: estudo descritivo, com abordagem quantitativa, realizado com 212 trabalhadores da Atenção Primária à Saúde de um município do interior de Minas Gerais. Os dados foram coletados entre julho e outubro de 2015 com Agentes Comunitários de Saúde das Unidades de Atenção Primária de Saúde. A análise foi descritiva com frequências absolutas e relativas. Como variáveis independentes características sociodemográficas e do trabalho, e como variáveis dependentes a escala reduzida Modelo Demanda-Controle e o apoio social no trabalho. Resultados: evidencia-se uma população feminina em fase produtiva da vida, o trabalho passivo e alta exigência tiveram maiores proporções, demonstrando alto risco de desenvolvimento do estresse psicossocial no trabalho. Conclusão: ressalta-se a necessidade de intervenções nas condições de vida e laborais, principalmente no que se refere a aspectos psicossociais e organizacionais.

Palavras-chave


Saúde do trabalhador; Trabalho; Condições de trabalho; Atenção primária à saúde; Agentes comunitários de saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v23i4.55918 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133