PERCEPÇÕES DE GESTANTES RIBEIRINHAS SOBRE A ASSISTÊNCIA PRÉ-NATAL

Alexandre Aguiar Pereira, Fabiane Oliveira da Silva, Gisele de Brito Brasil, Ivaneide Leal Ataíde Rodrigues, Laura Maria Vidal Nogueira

Resumo


Objetivos: o estudo objetivou identificar a importância do pré-natal para gestantes ribeirinhas e conhecer suas expectativas, discutindo esses aspectos com vistas a melhorar a qualidade da assistência de saúde a essas mulheres. Método: estudo qualitativo descritivo, cujos dados foram coletados de agosto a outubro de 2016, por entrevistas individuais com 15 gestantes que realizavam pré-natal na Unidade de Saúde da Família da Ilha do Combú, localizada ao Sul da cidade de Belém, Pará, e analisados por meio da técnica de análise temática. Resultados: dos depoimentos analisados, originaram-se duas categorias: A importância do pré-natal como garantia de saúde para a mãe e para o bebê, e O pré-natal como fortaleza e fonte de aprendizado. Conclusão: conhecer o significado do pré-natal na vida das gestantes, considerando suas particularidades, oferece subsídios para que o profissional de saúde, especialmente o enfermeiro, possa ajudar em possíveis lacunas, garantindo assistência pré-natal de qualidade.

Palavras-chave


Assistência pré-natal; Gestante; Percepção; Enfermagem; Saúde da Mulher.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v23i4.54422 ';



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133