COMPLICAÇÕES EM PACIENTES RENAIS CRÔNICOS SUBMETIDOS À HEMODIÁLISE

Jéssica Dantas de Sá Tinôco, Maria das Graças Mariano Nunes de Paiva, Kadyjina Daiane Batista Lúcio, Raissa Lopes Pinheiro, Beatriz Medeiros de Macedo, Ana Luisa Brandão de Carvalho Lira

Resumo


Objetivou identificar as complicações em pacientes renais crônicos submetidos à hemodiálise e correlacioná-las aos fatores sociodemográficos e clínicos. Estudo transversal, com 200 pacientes em uma clínica de nefrologia no Nordeste do Brasil. Utilizou-se um formulário para a coleta de dados, que ocorreu durante março e abril de 2015. Na análise inferencial, foram aplicados testes de Qui-Quadrado e Exato de Fisher, e U de Mann-Whitney, na associação entre variáveis nominais e numéricas. As associações estatísticas foram: hipotensão com idade, sexo e ganho de peso interdialítico; calafrios com sexo e ganho de peso interdialítico; vômito com sexo, sítio de diálise e KT/V; cefaleia com sexo e idade; tontura com anos de estudo, religião e ganho de peso interdialítico; arritmia e idade; diarreia e tempo de hemodiálise; dor abdominal e ganho de peso interdialítico; sudorese e idade. Conclui-se que complicações durante a hemodiálise podem sofrer influência de fatores sociodemográficos e clínicos.

Palavras-chave


Enfermagem; Diálise renal; Complicações; Insuficiência renal; Perfil de saúde.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i4.52907 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133