TENDÊNCIA TEMPORAL DA MORTALIDADE POR SUICÍDIO NO ESTADO DA BAHIA

Érica Assunção Carmo, Bárbara Santos Ribeiro, Adriana Alves Nery, Cezar Augusto Casotti

Resumo


Objetivo: Analisar a tendência temporal da mortalidade por suicídio no estado da Bahia, segundo sexo
e faixa etária, no período de 1996 a 2013. Métodos: Estudo de série temporal realizado com dados do Sistema de
Informação sobre Mortalidade, com análise de tendência por meio da regressão de Prais-Winsten. Resultados:
Identificou-se 5.693 óbitos por suicídio na Bahia, destes 81,4% (n=4632) eram homens e 46% (n=2619) do grupo
etário de 20 a 39 anos. Quanto ao meio utilizado 58,6% (n=3336) foram decorrentes de lesões autoprovocadas por
enforcamento/estrangulamento, seguidas pela autointoxicação por pesticidas e por produtos químicos (15,9%/
n=906). Verificou-se tendência crescente para o coeficiente de mortalidade por suicídio no Estado, para ambos
os sexos, e para os grupos etários de 20 a 39 anos, 40 a 59 anos e de 60 anos ou mais. Conclusão: O suicídio na
Bahia predomina entre homens jovens, com tendência crescente para o coeficiente total e nos diferentes grupos
populacionais.


Palavras-chave


Suicídio; Mortalidade; Estudos de séries temporais; Sistemas de informação; Estudos ecológicos.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v23i1.52516 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133