FATORES DE RISCO PARA ULCERAÇÃO NO PÉ DE INDIVÍDUOS COM DIABETES MELLITUS TIPO 2

Elen Ferraz Teston, Juliana de Souza Senteio, Beatriza Maria dos Santos Santiago Ribeiro, Edilaine Maran, Sonia Silva Marcon

Resumo


Objetivou-se analisar os fatores associados ao risco de ulceração do pé em indivíduos com diabetes mellitus tipo 2. Estudo quantitativo, com 71 indivíduos numa Unidade Básica de Saúde de um município do estado do Paraná. Os dados foram coletados em entrevista domiciliar e com exame físico dos pés, no período de julho a setembro de 2016. O pé com risco à ulceração foi identificado em 35,2% da população estudada. Os fatores de risco às ulcerações mais prevalentes foram o corte inadequado das unhas, a utilização de calçados inadequados, presença de micose, calosidades, rachadura e pele ressecada. O enchimento capilar inadequado, a perda de sensibilidade e o histórico de úlceras estiveram associados ao risco de ulceração. Faz-se mister que os profissionais de saúde reconheçam e valorizem a importância do exame dos pés e do fornecimento de orientações teóricas e práticas, quanto aos cuidados necessários aos pés de indivíduos com diabetes.


Palavras-chave


Diabetes mellitus; Enfermagem; Atenção primária à saúde; Fatores de risco.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i4.51508 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133