ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DA COINFECÇÃO TUBERCULOSE/HIV

Layze Braz de Oliveira, Christefany Régia Braz Costa, Artur Acelino Francisco Luz Nunes Queiroz, Telma Maria Evangelista de Araújo, karinna Alves Amorim de Sousa, Renata Karina Reis

Resumo


Objetivo: analisar o perfil epidemiológico da coinfecção tuberculose e o vírus da imunodeficiência. Método: estudo descritivo, realizado com levantamento na base de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação no estado do Piauí, no período de 2007 a 2016. A coleta ocorreu por meio de instrumento contendo características sociodemográficas e relacionadas à coinfecção Tuberculose/vírus da imunodeficiência. Realizou-se análise descritiva simples. Resultados: A prevalência da coinfecção tuberculose e vírus da imunodeficiência foi de 6,1% pacientes (n=619). Os dados mostram a predominância de indivíduos do sexo masculino (n=467/ 75,4%), adultos com faixa etária entre 20 a 49 anos (n=492/ 79,5%) e pardos (n=457/ 73,8%). A forma clínica da tuberculose mais encontrada foi a pulmonar com n=412 (66,6%) casos. O percentual de cura dos destes pacientes foi de 60,8%. Conclusão: Os resultados apontaram uma alta prevalência dessa coinfecção e uma elevada detecção da infecção do vírus da imunodeficiência em pacientes com tuberculose.


Palavras-chave


Tuberculose; HIV; Prevalência; Epidemiologia; Coinfecção.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v23i1.51016 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133