SUGESTÕES DE ORIENTAÇÕES PARA ALTA DE CRIANÇAS NO PÓS-TRANSPLANTE DE CÉLULAS-TRONCO HEMATOPOIÉTICAS

Débora Cristina Zatoni Paes, Maria Ribeiro Lacerda, Ana Paula Hermann, Ingrid Meireles Gomes, Jaqueline Dias do Nascimento, Jéssica Alline Pereira Rodrigues

Resumo


Estudo qualitativo descritivo com sugestões de aprimoramento de orientações para a alta hospitalar de crianças no pós-transplante de células-tronco hematopoiéticas. Realizado em serviço público de transplante de medula óssea do sul do Brasil com 58 participantes, entre eles profissionais da equipe multiprofissional e familiares cuidadores, entrevistados de janeiro de 2014 a março de 2016. Utilizou-se a análise de conteúdo temático categorial. As possibilidades de aprimoramento são capacitação dos profissionais envolvidos no cuidado, construção e aplicação de planejamento de alta pela equipe multiprofissional, inclusão da criança na orientação, utilização de formas variadas para orientar, e elaboração de material didático apropriado. O processo de alta hospitalar é complexo e a equipe envolvida na assistência ao paciente e cuidador é responsável por tornar esse momento de transição um período de aprendizagem, para auxiliá-los nos cuidados em casa.


Palavras-chave


Transplante de células-tronco hematopoiéticas; Alta do paciente; Enfermeiro; Equipe multiprofissional.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i4.50265 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133