CARACTERIZAÇÃO DA INFRAESTRUTURA E DO PROCESSO DE TRABALHO NA ASSISTÊNCIA AO PRÉ-NATAL

Cintia Mikaelle Cunha de Santiago Nogueira, Jéssica Micaele Rebouças Justino, Maria Isabel Paiva Linhares Tavares, Fátima Raquel Rosado Morais

Resumo


Pesquisa descritiva exploratória com enfoque quantitativo, realizada entre os meses de novembro de 2014 e março de 2015, envolvendo 25 Unidades Básicas de Saúde com Estratégia Saúde da Família, 35 profissionais que assistem ao pré-natal e 305 usuárias da atenção básica de um município do Rio Grande do Norte, para caracterizar a infraestrutura e o processo de trabalho nos serviços de atenção ao pré-natal de baixo risco. Evidenciou-se que, no geral, a infraestrutura foi considerada adequada. Na variável processo de trabalho, foram detectadas 24 (68,6%) unidades com abordagem multiprofissional, com realização de todos os procedimentos clínico-obstétricos (100%). No cotidiano assistencial, 186 (61%) gestantes relataram que há atividades de educação em saúde, e, para 22 (62,9%) profissionais, a visita puerperal foi considerada adequada. Estudos como estes podem ser elaborados e ações implementadas, no intuito de propiciar o melhoramento da assistência realizada durante o pré-natal.

Palavras-chave


Cuidado pré-natal; Assistência à saúde; Avaliação em saúde; Infraestrutura sanitária; Estratégia Saúde da Família.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v21i4.45886 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133