O TRANSPORTE INTER-HOSPITALAR DO RECÉM-NASCIDO DE ALTO RISCO: UM DESAFIO PARA A ENFERMAGEM

Paula Cristina de Oliveira Pimenta, Valdecyr Herdy Alves

Resumo


Este estudo teve como objetivo conhecer as condições em que se dá o transporte inter-hospitalar de recém-nascidos de alto risco entre o município de origem e o hospital de assistência materno-infantil de Belo Horizonte, Minas Gerais. Trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva realizada com 35 profissionais de Enfermagem integrantes do transporte neonatal entre 1º novembro de 2014 a 30 de julho de 2015. Constatou-se que o transporte inter-hospitalar de recém-nascidos de risco ocorre com frequência, do interior do Estado de Minas Gerais para Belo Horizonte, confirmando que os municípios identificados não dispõem de recursos humanos e/ou materiais para assisti-los adequadamente, o que é considerado grave pela possibilidade de favorecer a piora clínica do paciente. Recomenda-se aos gestores dos municípios que atentem para as condições necessárias exigidas para o transporte, a fim de minimizar eventos adversos durante o trajeto e para que o recém-nascido seja assistido com qualidade e segurança.

Palavras-chave


Transporte de pacientes; Recém-nascido; Prematuro; Enfermagem; Cuidados de enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Ministério da Saúde (BR). Portaria n.º 2048/GM, de 5 de novembro de 2002: Aprova o regulamento técnico dos sistemas estaduais de urgência e emergência. Diário Oficial da União, [Internet] 06 nov 2002 [acesso em 10 mar 2014]. Disponível em: http://www.saude.mg.gov.br/images/documentos/portaria_2048_B.pdf

Araújo BF, Zatti H, Oliveira Filho PF, Coelho MB, Olmi FB, Guaresi TB, et al. Effect of place of birth and transport on morbidity and mortality of preterm newborns. J. pediatr. (Rio J.). [Internet] 2011; 87(3) [acesso em 09 mar 2015]. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/jped/v87n3/a13v87n03.pdf

Marba ST, Guinsburg R, Almeida MFB, Nader PJH, Vieira ALP, Ramos JRM, et al. Transporte neonatal de alto risco: Diretrizes da Sociedade Brasileira de Pediatria. São Paulo: Sociedade Brasileira de Pediatria; 2011.

Ministério da Saúde (BR). Manual de orientações sobre transporte neonatal. Brasília: Ministério da Saúde; 2010.

Insoft RM. Transporte neonatal. In: Cloherty JP, Eichenwald EC, Stark AR, editores. Manual de neonatologia. 6. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2010.

Albuquerque AMA, Leite AJM, Almeida NMGS, Silva CF. Avaliação da conformidade do transporte neonatal para hospital de referência do Ceará. Rev. bras. saúde matern. infant. [Internet] 2012;12(1) [acesso em 09 mar 2015]. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/rbsmi/v12n1/06.pdf

Vieira ALP, Guinsburg R, Santos AMN, Peres CA, Lora MI, Miyoshi MH. Transporte intra-hospitalar de pacientes internados em UTI Neonatal: fatores de risco para intercorrências. Rev. paul. pediatr. [Internet] 2007;25(3) [acesso em 09 mar 2015]. Disponível: http://www.scielo.br/pdf/rpp/v25n3/a08v25n3.pdf

Hospital Sofia Feldman. O hospital [internet]. Belo Horizonte: HSF; 2014 [acesso em 10 jan 2015]. Disponível em: http://www.sofiafeldman.org.br/o-hospital/

Conselho Nacional de Saúde (BR). Resolução n o 466, de 12 de dezembro de 2012: Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial da União, [Internet] 13 jun 2013 [acesso em 10 mar 2014]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html

Hernando JM, Lluch MT, Garcia ES, Garcia SR, Fernández Lorenzo JR, Urcelay IE, et al. Recomendaciones sobre transporte neonatal. An Pediatr (Barc). [Internet] 2013;79(2) [acesso em 09 mar 2015]. Disponível em: http://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S1695403313000027?via=sd

Miyaki M. Transporte neonatal [internet]. [acesso em: 14 jul 2015] Disponível em: http://200.189.113.52/Seminario_Comites/Oficinas/4Resumo_Apres_Oficina_Transporte_Neonatal_Mitsuro_Miyake.pdf

Kempley ST, Ratnavel N, Fellows T. Vehicles and equipment for land-based neonatal transport. Early Hum Dev. [Internet] 2009;85(8) [acesso em 09 mar 2015]. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.earlhumdev.2009.05.004

Pereira Júnior GA, Nunes TL, Basile-Filho A. Transporte do paciente crítico. Medicina (Ribeirão Preto). [Internet] 2001; 34 [acesso em 09 mar 2015]. Disponível em: http://revista.fmrp.usp.br/2001/vol34n2/transporte_paciente.pdf

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Atenção à saúde do recém-nascido: guia para os profissionais de saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2014.

Traiber C, Andreolio C, Luchese S. Transporte inter-hospitalar de crianças criticamente doentes. Sci. med. [Internet] 2006;16(3) [acesso em 09 mar 2015]. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/scientiamedica/article/viewFile/1913/1419

Ruschel L, Nader PJH. A doença da membrana hialina em prematuros de baixo peso. Rev. AMRIGS. [Internet] 2014; 58(3) [acesso em 09 mar 2015]. Disponível em: http://www.amrigs.org.br/revista/58-03/004.pdf

Cid JLH, Álvares AC, Calvo CM. Estabilización posresucitación y transporte. An Pediatr (Barc). [Internet] 2006;65(6) [acesso em 09 mar 2015]. Disponível em: http://www.scpediatria.cat/rcp/wp-content/uploads/estabilizacion-y-transporte.pdf

Margotto PR, Vieira MG, Resende JG, Brito CP, Menezes KR, Andrade LMCA et al. Acesso vascular no recém-nascido cateterismo de vasos umbilicais cateterismo venoso central percutâneo vias de administração de medicamentos [internet]. [acesso em 27mar2015]. Disponível em:http://www.paulomargotto.com.br/index_sub.php?tipo=1

Andrade DAC. Transportes inter hospitalares: inadequação em transportes de crianças com insuficiência respiratória. Fortaleza. Dissertação [Mestrado Profissional em Saúde da Criança e do Adolescente] - Centro de Ciências da Saúde da Universidade Estadual do Ceará; 2012.

Medeiros Filho JG, Costa EAC, Paiva CSM. Incidência e fatores de risco para hemorragia intracraniana em recém-nascidos. Rev. bras. ciênc. saúde. [Internet] 2006;10(2) [acesso em 09 mar 2015]. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rbcs/article/view/3469/2836

Ruschel L, Nader M, Kaushik JS, Sharma AK, Faridi MM. Predictors of mortality among the neonates transported to referral centre in Delhi, India. Indian J Public Health. [Internet] 2013;57(2) [acesso em 09 mar 2015]. Disponível em: http://www.ijph.in/temp/IndianJPublicHealth572100-46556_125556.pdf

Sociedade Brasileira de Pediatria. Reanimação neonatal em sala de parto: documento científico do Programa de Reanimação Neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria [Internet]. Rio de Janeiro: SBP; 2013 [citado em 11 maio 2015]. Disponível em: http://www.sbp.com.br/pdfs/PRN-SBP-Reanima%C3%A7%C3%A3oNeonatal-atualiza%C3%A7%C3%A3o-1abr2013.pdf

Rolim KMC, Araújo AFPC, Campos NMM, Lopes SMB, Gurgel EPP, Campos ACS. Cuidado quanto à termorregulação do recém-nascido prematuro: o olhar da enfermeira. Rev. RENE. [Internet] 2010;11(2) [citado em 11 maio 2015]. Disponível em: http://www.revistarene.ufc.br/vol11n2_html_site/a05v11n2.htm

Romanzeira JCF. Avaliação da qualidade do transporte inter hospitalar neonatal realizado pelo serviço de atendimento móvel de urgência metropolitano do Recife. Recife. Dissertação [Mestrado em Saúde da Criança e do Adolescente] - Universidade Federal de Pernambuco; 2014.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Atenção à saúde do recém-nascido: guia para os profissionais de saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2011.

Costa EJL. Análise crítica das incubadoras neonatais a partir de medições de parâmetros dos ambientes interno e externo. João Pessoa. Tese [Doutorado em Engenharia Mecânica] – Universidade Federal da Paraíba; 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v21i5.45047 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133