APLICAÇÃO DOS PRINCÍPIOS DO PREHOSPITAL TRAUMA LIFE SUPPORT

Dayana Cristina Moraes, Christiane Brey, Aline Cecilia Pizzolato, Cristiano Caveião, Leila Maria Mansano Sarquis

Resumo


Objetivou-se analisar a aplicação dos princípios do Prehospital Trauma Life Support pelas equipes do serviço pré-hospitalar móvel. Estudo observacional com 100 processos de atendimento às vítimas de trauma durante a admissão em um pronto socorro, em abril de 2014. Houve prevalência de vítimas de trauma entre 12 a 39 anos (64%) e predomínio do sexo masculino (69%). As equipes aplicaram os princípios do Prehospital Trauma Life Support na maioria das vítimas observadas, no entanto, identificou-se que 17% não estavam com a coluna cervical e vertebral imobilizadas, o corpo permaneceu imobilizado com cintos de fixação em apenas 31% dos casos, lesões não estavam protegidas em 15% das vítimas e 63% não foram despidas à procura de lesões. Ressalta-se que a aplicação dos princípios pelas equipes do serviço pré-hospitalar é primordial para padronizar ações, por meio de uma sequência lógica de atendimento universal. Sugere-se a capacitação continuada para essas equipes com base no Prehospital Trauma Life Support.

Palavras-chave


Atendimento Pré-Hospitalar; Trauma; Emergências; Capacitação em serviço; Enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Ministério da Saúde (BR). Linha de Cuidado ao trauma na rede de atenção às urgências e emergências. [Internet]. 2012 [citado 2012 ago 30]. Disponível em: www.saude.gov.br/sas

Phtls – Prehospital trauma life support. Atendimento pré-hospitalar ao traumatizado: básico e avançado. 7ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2012.

Falck AC, Alm A, Lindstrom V. Has increased nursing competence in the ambulance services impacted on pre-hospital assessment and interventions in severe traumatic brain-injured patients?. Rev Scand J Trauma Resusc Emerg Med. 2014; 22:20.

Gonsaga RAT, Rimoli CF, Pires EA, Zogheib FS, Fujino MVT, Cunha MB. Avaliação da mortalidade por causas externas. Rev Col Bras. 2012; 39(4):263-7.

Ministério da Saúde (BR). Informações de Saúde. Mortalidade Proporcional por grupo de causas. [Internet]. 2010 [citado 2015 mar 10]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?idb2010/c04.def

Ministério da Saúde (BR). Informações de saúde. Evolução da Mortalidade por Violência no Brasil e regiões. [Internet]. 2012 [citado 2014 mai 24]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?idb2012/c09.def

Scalise HM, Toledo-Neto JL, Giordani AT, Desiderio IP, Melo EC, Marzola C. Gerenciamento do Cuidado no Atendimento Inicial ao Politraumatizado. [Internet]. 2011 [citado 2012 abr 06]. Disponível em: http://www.actiradentes.com.br/revista/2011/textos/7revista_ATO_Gerenciamento_politramatizado-2011.pdf

Ministério da Saúde (BR). Lei nº. 7498, de 25 de junho de 1986. Dispõe sobre a regulamentação do Exercício da Enfermagem e dá outras providências. Brasília: Ministério da Saúde; 1986.

Ministério da Saúde (BR). Conselho Federal de Enfermagem. Resolução nº 311/2007. Aprova a Reformulação do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. Rio de Janeiro: Ministério da Saúde; 2007.

Ministério da Saúde (BR). Conselho Federal de Enfermagem. Resolução nº 375/2011. Dispõe sobre a presença do Enfermeiro no Atendimento Pré-Hospitalar e Inter-Hospitalar, em situações de risco conhecido ou desconhecido. Brasília: Ministério da Saúde; 2011.

Silva GA, Otta E. Revisão sistemática e meta-análise de estudos observacionais em Psicologia. Rev Costarricense Psicol. [Internet]. 2014 [citado 2015 ago. 23]. Disponível em: http://www.rcps-cr.org/articulos/vol33-2/6-RCP-Vol.33-No2.pdf

Cabral APS, Souza WV, Lima LMC. Serviço de Atendimento Móvel de Urgência: Um observatório dos acidentes de transportes terrestres em nível local. Rev Bras Epidemiol. 2011; 14(1):3-14.

Del Rossi G, Rechtine GR, Conrad BP, Horodyski MB. Is Sub-occipital Padding Necessary to Maintain Optimal Alignment of the Unstable Spine in the Prehospital Setting?. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23849357" o "The Journal of emergency medicine. 2013; 45(3):366-71.

Lins TH, Lima AXBC, Veríssimo RCSS, Oliveira JM. Diagnósticos e intervenções de enfermagem em vítimas de trauma durante atendimento pré-hospitalar utilizando a CIPE®.

Rev Eletr Enf. 2013; 15(1):34-43. Disponível em: http://revistas.ufg.br/index.php/fen/article/view/16503

Barbosa Neto JO, Moraes MFB, Nani RS, Rocha Filho JÁ, Carmona MJC. Ressuscitação hemostática no choque hemorrágico traumático: relato de caso. Rev Bras Anestesiol. 2013; 63(1):103-6.

Simões RL, Duarte Neto C, Maciel GSB, Furtado TP, Paulo DNS. Atendimento pré-hospitalar à múltiplas vítimas com trauma simulado. Rev Col Bras. 2012; 39(3):230-7.

Ministério da Saúde (BR). Portaria GM/MS n.º 2048/ GM em 5 de Novembro de 2002. Dispõe sobre o Regulamento Técnico dos Sistemas Estaduais de Urgência e Emergência. Brasília: Ministério da Saúde; 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v21i2.44274 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133