PREVALÊNCIA DE EXAMES DIAGNÓSTICOS DE CÂNCER DE PRÓSTATA EM COMUNIDADE RURAL

Rosana Amora Ascari, Scheila Pelissari, Márcia Danieli Schmitt, Olvani Martins Silva, Eliana Buss, Tania Maria Ascari

Resumo


Estudo descritivo com abordagem quantitativa objetivou identificar a prevalência de exames preventivos de
câncer de próstata em homens acima de 40 anos de idade, residentes em uma comunidade no interior de Videira – Santa
Catarina. Toda a população da comunidade foi mapeada, totalizando 210 indivíduos e destes, 70 homens que se enquadraram
nos critérios de inclusão. Os dados foram coletados por meio de questionário. Constatou-se que 61,8% dos homens
conhecem os exames de prevenção do câncer de próstata; 41,1% realizam os exames e 58,9% não realizam, justificando a
falta de conhecimento, não julgar necessário e não apresentar sintomas. Foi possível traçar um plano de ações educativas
na comunidade acerca do câncer de próstata, sugerindo maior atenção na abordagem à saúde da população masculina.


Palavras-chave


Neoplasias da próstata; Diagnóstico precoce; Saúde do homem.

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v19i1.35963 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133