EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS ACERCA DA PARALISIA CEREBRAL INFANTIL

Virna Ribeiro Feitosa Cestari, Islene Victor Barbosa, Zuíla Maria de Figueiredo Carvalho, Elizabeth Mesquita Melo, Rita Mônica Borges Studart

Resumo


Revisão integrativa da literatura que objetivou descrever as evidências científicas disponíveis acerca da paralisia
cerebral infantil. A busca dos artigos se deu nas bases SciELO, LILACS e MEDLINE, nos meses de maio a setembro de 2012.
A amostra foi constituída por 25 estudos publicados, nos idiomas português e/ou inglês, entre janeiro de 2006 e abril de 2012. A
análise das publicações identificou oito eixos temáticos sobre o tema: considerações gerais acerca da patologia, classificação do
grau de comprometimento motor e cognitivo, conhecimento dos pais acerca da paralisia cerebral, o impacto da doença para as mães/
familiares e crianças, avaliação e promoção da qualidade de vida das mães/crianças, assistência à criança com paralisia cerebral, e
inclusão social da criança com paralisia cerebral. Constatou-se reduzido número de artigos publicados relacionados à assistência
de enfermagem à criança com paralisia cerebral, evidenciando a necessidade de mais estudos sobre o tema no Brasil e no mundo.
 


Palavras-chave


Enfermagem; Paralisia cerebral; Criança; Cuidados de enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i4.34939 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536