PERFIL DA CLIENTELA ATENDIDA PELO ENFERMEIRO NA ESTRATÉGIA ACOLHIMENTO MÃE-BEBÊ

Jéssica Lima Silva, Wânia Priscila Andrade de Melo, Renata Abreu Sá, Gláucia Cristina Lima da Silva, Nathália dos Santos Trindade, Maria Helena Nascimento Souza

Resumo


Trata-se de um estudo quantitativo do tipo descritivo-exploratório que objetivou identificar características
sociodemográficas e de saúde de mães e bebês atendidos pelo enfermeiro na Estratégia Acolhimento Mãe-Bebê, em uma
unidade básica de saúde do Município do Rio de Janeiro. Os dados foram coletados em 26 prontuários que possuíam o
protocolo Roteiro de Atividades da Consulta do Acolhimento Mãe-Bebê, em 2011. A análise dados foi feita com o uso do
software Epi-Info 3.5.2. Os resultados mostram que 61,3% das mulheres estavam na faixa etária entre 20 a 30 anos; 46,2%
haviam realizado parto normal; 7,7% apresentavam alteração na cicatriz cirúrgica e 11,5% alteração nas mamas. Com
relação aos recém-nascidos, 50% possuíam de 2 a 7 dias de vida; a maioria (96,2%) encontrava-se em aleitamento materno
exclusivo e 23,1% apresentavam icterícia. Conclui-se que o conhecimento do perfil da clientela atendida no Acolhimento
Mãe-Bebê, pelo enfermeiro, constitui importante subsídio para o desenvolvimento de medidas de promoção à saúde que
visem redução da morbidade e da mortalidade materno-infantil.


Palavras-chave


Saúde materno-infantil; Enfermagem; Atenção primária à saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i4.34932 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536