DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM EM RECÉM-NASCIDO COM ALTERAÇÕES GLICÊMICAS

Samara Isabela Maia de Oliveira, Nilba Lima de Souza, Rhuama Karenina Costa e Silva

Resumo


Os diagnósticos de enfermagem resultam do agrupamento de dados coletados, que permitem ao enfermeiro o
estabelecimento de intervenções na saúde do paciente. Esta pesquisa quantitativa e documental objetivou identificar os diagnósticos
de enfermagem mais frequentes entre recém-nascidos com alterações glicêmicas internados em uma maternidade-escola em
agosto de 2011. Os diagnósticos de enfermagem prioritários referem-se à Nutrição desequilibrada menos que as necessidades
cor porais, Risco de glicemia instável, Padrão ineficaz de alimentação do bebê, Risco de crescimento desproporcional, Pater nidade
ou maternidade prejudicada, Amamentação ineficaz, Troca de gases prejudicada, Amamentação interrompida e Risco de
infecção. Foi observada predomínio de diagnósticos referentes ao Risco de crescimento desproporcional, Risco de infecção
e Risco de glicemia instável. Ressalta-se a importância da utilização da Sistematização da Assitência de Enfermagem com o
intuito de planejar o cuidado aos neonatos com distúrbios glicêmicos.


Palavras-chave


Neonato; Hipoglicemia; Hiperglicemia; Diagnóstico de enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i4.34923 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536