ESTRATÉGIAS DE MÃES COM FILHOS PORTADORES DE HIV PARA CONVIVEREM COM A DOENÇA

Marli Teresinha Gimeniz Galvão, Ivana Cristina Vieira Lima, Gilmara Holanda da Cunha, Vanessa Frota Santos, Maria Isabella Aguiar Mindêllo

Resumo


Objetivou-se identificar estratégias de mães com filhos portadores de HIV para conviverem com a doença. Trata-se de um estudo qualitativo desenvolvido entre fevereiro e março de 2011 num hospital público de referência no atendimento a indivíduos com HIV e aids em Fortaleza-Ceará. Dez mães portadoras de HIV, com pelo menos um filho com sorologia anti-HIV positiva, participaram de entrevista com roteiro semiestruturado. Os dados foram submetidos à análise temática de conteúdo, produzindo-se cinco categorias: Adoção da religiosidade como fonte de esperança; Avigoramento dos cuidados com a criança e superproteção; Busca do apoio familiar e social; Desenvolvimento da autoculpa; Negação da doença e ocultação do diagnóstico. Os resultados mostram que as mães encontram estratégias positivas e negativas para enfrentarem a doença. A enfermagem pode contribuir na integração dos familiares de portadores de HIV e proporcionar melhor qualidade de vida de acordo com os recursos que estes dispõem para viver.

 


Palavras-chave


HIV; Síndrome de imunodeficiência adquirida; Estratégias; Cuidados de enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v18i2.27630 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536