O CUIDAR EM ENFERMAGEM: FAMÍLIA E CRIANÇA COM DOR ONCOLÓGICA

Grassele Denardini Diefenbach, Maria da Graça Corso Motta

Resumo


Este estudo teve como objetivo conhecer a atuação da equipe de enfermagem no cuidado à criança com dor oncológica em ambiente hospitalar, sob a ótica da família. Trata-se de um estudo exploratório descritivo com abordagem qualitativa, realizado na Unidade de Hematologia e Oncologia Pediátrica de um hospital de grande porte da capital do Rio Grande do Sul, entre maio e junho de 2010. Participaram do estudo 9 famílias; utilizou-se para coleta dos dados o Método Criativo Sensível, através de dinâmicas de criatividade e sensibilidade, analisados conforme referencial da Análise Temática. Constatou-se que a dor resiste a definições, constantemente aterroriza a criança, e essa alcança lenitivo em seu porto seguro - a família. Tais circunstâncias abrem caminhos para a atuação da enfermagem pois, remetem ao aprofundamento dos conhecimentos do saber e fazer em Enfermagem, possibilitando visualizar e interpretar as diferentes realidades da criança com dor oncológica e de sua família.

Palavras-chave


Dor; Oncologia; Criança; Família; Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v17i3.24752 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536