A VIVÊNCIA DA PESSOA COM DIABETES APÓS ATENDIMENTO DE URGÊNCIA

Simone Crsitina Baggio, Jocimara Costa Mazzola, Sonia Silva Marcon

Resumo


O objetivo deste estudo descritivo-exploratório com abordagem qualitativa foi compreender os fatores intervenientes no tratamento do diabetes mellitus que levam pessoas com esse diagnóstico a necessitar de atendimento de saúde de urgência. O estudo foi realizado em setembro de 2009 com 18 pessoas diabéticas; os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada e submetidos à análise de conteúdo. Os resultados mostram que, entre os cuidados cotidianos para o controle da doença, o domínio da alimentação e o uso correto das medicações são os mais valorizados e que a dieta com restrições é a principal dificuldade enfrentada. Concluímos que os indivíduos estudados necessitam de orientações para o aprimoramento de habilidades, sendo imprescindível que as equipes de saúde conheçam a realidade individual e que estejam capacitadas e volvidas à sistematização da assistência visando mudanças de hábitos de vida e contribuindo com o controle da síndrome metabólica.

Palavras-chave


Diabetes mellitus; Conhecimento; Educação em saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v16i2.21816 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133