PROTOCOLO DE ENFERMAGEM EM ATENDIMENTO EMERGENCIAL: SUBSÍDIOS PARA O ACOLHIMENTO ÀS VÍTIMAS

Elis Martins Ulbrich, Maria de Fátima Mantovani, Anice de Fátima Balduino, Bruna Karoline dos Reis

Resumo


Este estudo é de natureza descritiva exploratória e teve o objetivo de propor protocolos de atendimento deenfermagem a partir da identificação dos motivos de demanda e da caracterização do perfil das vítimas acolhidas no setor detriagem de um Pronto Socorro. A amostra constituiu-se de 203 fichas de atendimento do mês de março de 2008 que, analisadas descritivamente, serviram de base para o estabelecimento de protocolos. O resultado demonstra média de idade de 39 anos, e os mecanismos de trauma foram quedas e acidentes de trânsito. Os atendimentos triados foram avaliação da dor e retorno, primeiro atendimento, gesso e infecção. A distribuição das vítimas e classificação de risco permaneceu na cor verde, ou seja, paciente não crítico, em observação ou aguardando vaga, perfazendo 65% da atenção ao trauma. Sugere-se a realização de outros estudos baseados na atual política institucional, em processo de adequação à proposta ministerial.

Palavras-chave


Acolhimento; Enfermagem; Serviços médicos de emergência; Admission; Nursing; Emergency medical care; Acogimiento; Enfermería; Servicios médicos de emergencia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v15i2.17863 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico 2176-9133 / ISSN Impresso 1414-8536