O REFLEXO DA ORIENTAÇÃO NA PRÁTICA DO ALEITAMENTO MATERNO

Mirna Albuquerque Frota, Nicole Napoleão Soriano Aderaldo, Vanessa Gomes Silveira, Karla Maria Carneiro Rolim, Mariana Cavalcante Martins

Resumo


Objetivamos identificar o conhecimento das mães acerca da amamentação, visando investigar sentimentos

maternos a respeito dessa prática. Estudo exploratório-descritivo com abordagem qualitativa, realizado na Maternidade-

Escola Assis Chateaubriand–MEAC, em Fortaleza-CE. Os sujeitos foram 10 mães assistidas por profissionais da MEAC.

A coleta de dados foi de julho a agosto de 2005, com a observação participante e entrevista semi-estruturada. O conteúdo

foi agrupado nas categorias: Orientações recebidas do serviço; Vantagens x desvantagens; Duração do aleitamento

materno; Sentimento ao amamentar. Os dados obtidos permitiram compreender que as mulheres são conscientes dos

benefícios, mas se queixam de que a amamentação é difícil, contribuindo para a introdução de alimentos complementares,

podendo haver um desvio no crescimento e desenvolvimento das crianças. Concluímos que estratégias de educação em

saúde são importantes, pois permitem desenvolver atividades de educar, facilitando a sensibilização das mulheres para a

tomada de consciência destes valores.


Palavras-chave


Aleitamento Materno; Cuidado; Promoção da Saúde=pt; Breastfeeding; Care; Health Promotion=en; Lactancia materna; Cuidado; Promoción de la salud=es

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v13i3.12994 ';





Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Versão impressa ISSN 1414-8536 (para edições publicadas até 2014)

Versão eletrônica ISSN 2176-9133