Os movimentos dualistas e as “jaulas de aço” da Educação Física brasileira

Gabriel Carvalho Bungenstab

Resumo


O objetivo deste ensaio é oferecer provocações e apontamentos sobre as relações dicotômicas estabelecidas no campo da Educação Física (EF) brasileira no sentido de tentar demonstrar que não presenciamos apenas um dualismo clássico entre “biologia x cultura”, mas também enfrentamos, de modo velado, um dualismo no interior das próprias subáreas sociocultural e pedagógica da EF. Desse modo, o campo da EF brasileira sofre, há décadas, com o aprisionamento em diversas “jaulas de aço”.


Palavras-chave


Educação Física brasileira; Epistemologia; Ciências Humanas; Ciências Biológicas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/jlasss.v12i1.73219