INFECÇÃO NATURAL POR Cryptosporidium spp. EM GANSOS DOMÉSTICOS: RELATO DE CASO (Natural infection with Cryptosporidium spp. in domestic goose: case report)

Ana Julia Dal Curtivo Back, Ana Paula Molinari Candeias, Andre Luis Vriesman Beninca, Nelson Luis Mello Fernandes

Resumo


Os protozoários do gênero Cryptosporidium spp. infectam uma ampla variedade de hospedeiros, incluindo o homem. Três espécies são apontadas como infectantes para aves silvestres e domésticas, sendo elas, C. meleagridis, C. baileyi e C. galli. Em aves como perus, codornas, frangos e patos os dados disponíveis na literatura revelam elevada prevalência parasitando a cloaca, intestino, traqueia e pró ventrículo. A maioria das aves é assintomática, porém as que apresentam sintomatologia expressam como principal manifestação clínica a diarreia com significativa perda de peso. Em análises histopatológicas é possível verificar também a hiperplasia epitelial e dilatação de glândulas seromucosas da traqueia (Mousa,2000). O presente trabalho teve como objetivo descrever um caso de criptosporidiose em dois gansos domésticos Anser anser, provenientes de uma propriedade localizada na região Oeste do Estado do Paraná. As amostras fecais foram recebidas no Laboratório de Doenças Parasitárias dos Animais (DOPA) da Universidade Federal Do Paraná (UFPR) – Setor Palotina e submetidas a análises macro e microscópicas. Na análise macroscópica, não foram observadas alterações, apresentando coloração e consistência adequadas para a espécie. Foi realizada a confecção de esfregaços fecais com o conteúdo resultante da centrifugo sedimentação, posteriormente, corados pelo método de ZiehlNeelsen modificado (ORTOLANI, 2000) e analisados ao microscópio (1000x) A análise possibilitou a identificação de oocistos de Cryptosporidium spp. A realização do diagnóstico coproparasitológico apresenta grande importância no monitoramento de animais domésticos e de produção, visto que os dois gansos não aparentavam manifestações clínicas. A literatura é escassa em relação a dados sobre essa espécie, entretanto, são potenciais fontes de infecção e de contaminação ambiental, atuando como reservatório do protozoário, visto que, geralmente esses Anseriformes tem convívio em meio comum a outros animais de produção. Sendo de notoriedade para saúde coletiva, a espécie C. meleagridis que parasita as espécies de aves domésticas e silvestres, apresenta potencial zoonótico. É importante o gerenciar o risco de transmissão, com a realização de diagnóstico precoce, para o monitoramento desses animais, com foco no convívio com outros reservatórios e hospedeiros, visando o controle de danos e perdas na produção animal e diminuindo o risco de infecção zoonótica.

Palavras-chave


coproparasitológico; protozoário; Ziehl-Neelsen; aves.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/avs.v15i5.76526

 Creative Commons License

BASE DE DADOSScopus  Sumário.Org  Google Scholar  BASE  Dimensions  DIRETÓRIOS:  Open Air  Genamics  EZB  Diretório Luso brasileiro  ROAD  Latindex  REDIB  Journal 4-free  PORTAIS:  LiVre  Capes  Science Open  World Wide Science  ÍNDICES:  Index Copernicus  Cite Factor