Campylobacter sp. EM VACAS LEITEIRAS DO SUL DO BRASIL

Débora Rodrigues Silveira, Kauana Kaefer, Rebeca Camargo Porto, Natacha Deboni Cereser, Helenice Gonzalez de Lima, Cláudio Dias Timm

Resumo


O presente estudo teve como objetivo avaliar a ocorrência de Campylobacter jejuni, Campylobacter coli e Salmonella enterica em vacas leiteiras e salas de ordenha de fazendas leiteiras no sul do Brasil. Foram coletadas amostras de 12 fazendas leiteiras localizadas no sul do Rio Grande do Sul. Durante as visitas às propriedades, foram coletadas amostras da água utilizada na sala de ordenha, dos insufladores das ordenhadeiras mecânicas, da superfície interna dos baldes de leite ou da parede da tubulação, das mãos dos manipuladores e do leite de conjunto foram coletadas para as análises microbiológicas. Também foram coletadas amostras de fezes de cinco vacas em produção, as quais também foram avaliadas quanto à presença de Campylobacter e Salmonella, totalizando 10 amostras em cada fazenda leiteira. Não houve o isolamento de Salmonella em nenhuma das amostras que foram analisadas. Campylobacter foi isolado de três amostras (3/60; 0,05%) de fezes de vacas de uma mesma propriedade, sendo um dos isolados identificado como C. jejuni, esse isolado apresentou o gene cdt que codifica para a toxina citoletal distensiva. Conclui-se com o estudo que Campylobacter sp. pode ser encontrado em bovinos leiteiros em processo de ordenha, podendo oferecer risco de transmissão desse micro-organismo pelo contato direto ou indireto com as fezes dos animais contaminados.


Palavras-chave


ambiente de ordenha, leite, Salmonella, saúde pública

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/avs.v26i1.74559

 Creative Commons License

BASE DE DADOSScopus  Sumário.Org  Google Scholar  BASE  Dimensions  DIRETÓRIOS:  Open Air  Genamics  EZB  Diretório Luso brasileiro  ROAD  Latindex  REDIB  Journal 4-free  PORTAIS:  LiVre  Capes  Science Open  World Wide Science  ÍNDICES:  Index Copernicus  Cite Factor