A LINGUAGEM DO MOVIMENTO ESCOLA SEM PARTIDO: IDEOLOGIA, DOUTRINAÇÃO E NEUTRALIDADE

Verônica Ventorini Ferreira, Berenice Corsetti

Resumo


O presente artigo pretende apresentar a intencionalidade do Movimento Escola sem Partido (MESP) para a educação, a partir da análise sistemática dos conceitos adotados na linguagem do MESP. No foco da análise estão os conceitos de ideologia, doutrinação e neutralidade. O estudo apresentado é parte integrante de uma pesquisa mais abrangente que está fundamentada na hermenêutica filosófica (GADAMER, 2013) e na pedagogia histórico-crítica (SAVIANI, 2008), cujos pressupostos conduzem um processo metodológico de análise documental. Trabalhamos com os escritos das seções do site oficial do MESP. Um primeiro movimento metodológico corresponde ao mapeamento dos termos mais recorrentes em cada seção, para posterior aprofundamento dos significados historicamente atribuídos e suas implicações no atual contexto histórico. Entrevemos as perspectivas cientificista e tecnicista para a educação institucional, portanto, uma mudança no eixo ético-filosófico da educação brasileira.

Palavras-chave


Escola sem Partido; Doutrinação; Ideologia; Neutralidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rvx.v15i5.73263

Revista X. ISSN: 1980-0614