A construção do referente no gênero textual charge

Maycon Rezende de Oliveira, Camila de Sales Fabri, Márcia Fonseca de Amorim

Resumo


Este artigo tem por objetivo refletir sobre o processo de construção de referentes em charges. Inicialmente, foi feita uma abordagem dos gêneros textuais e, posteriormente, um recorte no gênero charge, com o intuito de analisar sua configuração e funcionamento. O passo seguinte foi explicitar algumas estratégias de referenciação e analisar a construção do referente em charges selecionadas da Web. Ancorado em uma perspectiva teórica de Bakhtin (1997), Marcuschi (2002), entre outros, este trabalho possibilitou rever conceitos e identificar como os objetos do mundo físico são levados para o plano discursivo durante a interação do sujeito com o outro e com a sua realidade. Como a charge origina-se na esfera jornalística, seu conteúdo está sempre ligado a um fato ocorrido na sociedade em uma dada época, sendo, portanto, um gênero efêmero, exigindo do leitor um conhecimento prévio acerca do assunto tratado. A partir de recursos imagéticos e linguísticos, o chargista re(constrói) um fato e emite um juízo de valor de acordo com suas crenças e seus conhecimentos de mundo. Nas análises propostas, buscou-se analisar como os referentes foram construídos a partir do ponto de vista do autor e o efeito de sentido que podem promover.


Palavras-chave


gêneros textuais; charge; referenciação; construção de sentido

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rvx.v14i6.68757

Revista X. ISSN: 1980-0614